Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Deputada pressiona Ministério da Saúde para testagem em massa de Covid

O Brasil registrou, nessa terça-feira (18/1), o segundo maior número de casos de Covid-19 em um dia durante todo o período da pandemia

atualizado 19/01/2022 16:10

Testagem - Teste de Covid Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles

Diante do expressivo aumento de casos da Covid-19 no Brasil, a deputada federal Sâmia Bomfim (PSol-SP) enviou uma série de questionamentos ao Ministério da Saúde sobre a testagem em massa para o diagnostico de coronavírus.

A parlamentar lembrou que, segundo relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério da Saúde cancelou a compra de 14 milhões de testes rápidos de antígeno para a detecção da Covid pelo SUS, no ano passado.

Veja o que se sabe até o momento sobre a Ômicron:

0

No Distrito Federal, cidadãos em busca de testes para Covid-19 formam filas nas portas de laboratórios. Durante o fim de semana, uma das empresas especializadas suspendeu a realização dos exames diante da alta demanda.

“É essencial o papel dos governos em garantir que o conjunto populacional tenha acesso a esses testes de modo que a priorização da vacinação não exclui a necessidade de ação conjunta entre ambas as estratégias para a superação da pandemia”, disse Sâmia.

Ela protocolou o documento via Lei de Acesso à Informação (LAI) porque a Câmara ainda está de recesso. A demanda foi realizada na noite de terça-feira (19/1). De acordo com a LAI, o Ministério da Saúde tem até 30 dias para responder.

No DF, 95% das UTIs públicas para Covid estão ocupadas nesta quarta

Veja onde vacinar crianças de 8 a 11 anos nesta quarta-feira no DF

Na terça-feira, o Brasil registrou 137.103 casos de Covid-19. É o segundo maior número de infecções confirmadas em apenas um dia desde o começo da pandemia no país. O recorde anterior ocorreu em 18 de setembro de 2021, quando 150.106 casos foram notificados em 24 horas.

A média de casos está em 83.205 novos infectados ao dia, um aumento de 742% em comparação a 14 dias atrás. A alta ocorre enquanto a variante Ômicron avança rapidamente pelo país. Os registros também têm aumentado enquanto as notificações de estados e municípios são regularizadas, após ataque aos sistemas de dados do Ministério da Saúde, em dezembro, que provocou represamento de informações acuradas.

Mais lidas
Últimas notícias