metropoles.com

Vídeo: condenado por estupro, Robinho manda recado para Daniel Alves

O ex-jogador de futebol, condenado a nove anos de prisão pela Justiça da Itália, falou sobre o caso do colega com a equipe da Record TV

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Montagem colorida de Robinho e Daniel Alves - Metrópoles
1 de 1 Montagem colorida de Robinho e Daniel Alves - Metrópoles - Foto: Reprodução

Condenado a nove anos de prisão por estupro coletivo na Itália, o ex-jogador Robinho foi localizado pela equipe do Balanço Geral SP, da Record TV, em São Paulo. Ao ser abordado por um produtor da emissora, o atleta foi breve, mas mandou um recado para Daniel Alves, que foi julgado esta semana na Espanha.

Ao ser questionado sobre a situação, Robinho disparou: “Melhor eu não falar nada… Que Deus abençoe a vida do Daniel Alves”, disse ele.

Em dezembro de 2020, Robinho recebeu a pena de nove de prisão da Justiça Italiana a respeito de um caso que envolve violência sexual contra uma jovem de origem albanesa, em 2013. O episódio teria ocorrido em uma boate no país europeu.

0

A condenação foi confirmada pela alta instância da Justiça Italiana em 2023. Sendo assim, o mandado de prisão internacional foi emitido. Posteriormente, a Itália solicitou ao Brasil a extradição de Robinho, mas a Constituição Brasileira não permite tal ação para brasileiros natos.

Atualmente, Robinho vive na cidade de Santos, em São Paulo, e será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça do Brasil ainda este ano. A corte definirá se o ex-atleta vai ou não cumprir a pena no país.

Assista o vídeo de Robinho:

Ministério Público da Espanha pede 9 anos de prisão para Daniel Alves

Nesta quarta-feira (7/2), no último dia do julgamento de Daniel Alves, que aconteceu em Barcelona, na Espanha, o Ministério Público do país pediu 9 anos de prisão pelo caso de violência sexual, cometida pelo jogador contra uma mulher de 23 anos, no banheiro de uma boate. Nas considerações finais da audiência, o órgão desconsiderou o pedido de atenuante da pena por álcool e fiança. A decisão deve sair em dez dias.

O MP manteve a sanção ao atleta, enquanto a acusação solicita a pena máxima por agressão sexual, de 12 anos. A promotora Elisabet Jimenez alegou que a vítima “foi muito valente”: “Ela disse que desde o início queria sair dali, que Daniel Alves lhe deu bofetadas no rosto e falou que ela deveria dizer que ‘é minha putinha’. Depois de lutar, ela estava desfalecendo e pensou ‘que isso termine logo'”, pontuou.

Além disso, ele poderá ainda pagar uma multa de 150 mil euros, que equivalem a R$ 783 mil, valor previamente definido pela Justiça, em indenização, a título de danos morais e psicológicos, à vítima.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comFábia Oliveira

Você quer ficar por dentro da coluna Fábia Oliveira e receber notificações em tempo real?

Notificações