Carros em uma velocidade e precisão que você ainda não viu.

Problemas de visão aumentam em 2,5 vezes o risco de acidentes no trânsito. Confira dicas para fazer uma viagem segura

O blog "Entre-Eixos" lista algumas dicas para não passar sufoco atrás do volante

atualizado 27/12/2015 5:56

iStock/Divulgação

A Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) constatou que 90% dos acidentes de trânsito, que são a terceira maior causa de morte no Brasil, são causados por falhas humanas. Dessas, destacam-se a sonolência, os problemas de visão, e o reflexo tardio. Só a catarata, por exemplo, aumenta o risco de acidentes no trânsito em 2,5 vezes. Por isso, é importante ter a visão sempre aguçada na hora de pôr as mãos no volante.

O Departamento Nacional do Trânsito (Denatran), por sua, lembra que o problema é: a maioria dos motoristas brasileiros só faz exame oftalmológico na hora de renovar a carta, o que acontece a cada cinco anos. Oftalmologistas, por outro lado, comentam que no período entre um exame e outro o indivíduo pode apresentar novos problemas de visão. E, por isso, recomendam que motoristas, principalmente acima dos 40 anos, façam um exame oftalmológico pelo menos uma vez no ano.

E na hora da viagem, quando a atenção é necessária a todo instante, é que os cuidados têm de ser reforçados. O presidente e fundador do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), Canrobert Oliveira, dá algumas dicas do que prestar atenção ao ir para a estrada: “Usar óculos protetores é fundamental para evitar uma exposição excessiva à luz do sol”; o que, ainda segundo o médico, não só impede a interferência da luz na visibilidade mas também ajuda na prevenção à catarata e pterígeo (aquela carne vermelha que cresce no olho em direção à córnea).

Para Canrobert, o motorista também deve prestar atenção no ar-condicionado, que “é uma comodidade, mas retira a umidade do ar e impede a lubrificação da membrana ocular, podendo acarretar a síndrome do olho seco.” Isso, ao longo do tempo, pode resultar numa conjutivite, resposta à perda da saúde nas membranas dos olhos. O médico ainda aconselha as visitas periódicas ao oftalmologista, que são “sempre o melhor caminho para evitar danos mais graves.”

Para você que vai viajar agora no período de festas, separamos mais algumas dicas:

  • Não esqueça os óculos ou lentes de contato. Dirigir o veículo sem utilizar qualquer dessas lentes corretoras é infração gravíssima, sujeito a multa e retenção do veículo
  • Lentes amarelas no período da noite pode reduzir a sensação de ofuscamento na estrada
  • Em viagens mais longas, é aconselhável parar pelo menos a cada duas horas de estrada para lavar o rosto, o que não só lubrifica os olhos mas dá aquela acordada
  • Opte por lentes anti-reflexo e com proteção ultravioleta, para amenizar a luz do sol e proteção à catarata
  • Se você tem mais do que 40 anos, exames periódicos são mais do que recomendáveis. É após essa idade que a visão cansa, e são mais comuns os casos de presbiopia, catarata e glaucoma
  • No caso de lentes corretivas, sempre troque por um óculos de sol com lentes ajustadas para o seu problema de visão
  • Cuidado! Se o reflexo dos faróis embaça a sua visão por um tempo maior do que o normal talvez esteja na hora de consultar um oftalmologista

Fontes: Abramet/Denatran/HOB

Mais lidas
Últimas notícias