">
*
 
 

A menos de um ano das eleições, o clima de campanha já tomou conta do ambiente político do Distrito Federal. A cerimônia de lançamento do edital da venda direta de terrenos em Vicente Pires, nesta quarta-feira (8/11), foi um exemplo disso. Faltou palanque para tantos interessados em “tirar uma casquinha” da medida, que promete colocar um ponto final na novela da regularização da área.

O evento, no Palácio do Buriti, contou com a presença dos deputados distritais Juarezão (PSB), Telma Rufino (Pros) e Agaciel Maia (PR), além do presidente da OAB-DF, Juliano Couto, e do secretário de Habitação (Segeth), Thiago Andrade, entre outros integrantes do primeiro escalão do GDF. Todos sob a batuta do governador Rodrigo Rollemberg (PSB), possível candidato à reeleição em 2018.

O viés eleitoral estava tão nítido que o secretário Thiago Andrade se apressou em explicar: “A regularização não tem caráter eleitoreiro”. Presidente da Associação dos Moradores de Vicente Pires e ex-candidato a deputado, Dirsomar Ferreira subiu o tom.de voz para elogiar Rollemberg. “Se a regularização não for feita pelo seu governo, de excelência, os moradores ficarão de cabeça cheia”, avaliou.

 

A distrital Telma Rufino também falou. Para ela, Rollemberg é o “governador da regularização”. A parlamentar, porém, puxou a sardinha para a sua base eleitoral e cobrou que seja agilizada a regularização de Arniqueiras. Chegou a convidar Rollemberg a “levar pedrada” com ela dos moradores.

Rodrigo RollembergCampanhaeleições 2018
 


COMENTE

Ler mais do blog