Guerra do Reels e TikTok: Camila Coutinho revela nova tática do Instagram

O recurso chega como o maior lançamento do Instagram desde os Stories, em 2016, para concorrer diretamente com o TikTok

atualizado 25/06/2020 17:09

Camila Coutinho, Instagram e TikTok Reprodução/Instagram

Camila Coutinho é uma visionária da Era de Ouro dos blogs nos anos 2000, com a plataforma Garotas Estúpidas. Desde então, ela não só acompanha as mudanças no cenário digital, como também se tornou uma porta-voz das novidades. Nessa terça-feira (23/06), a personalidade revelou detalhes sobre a nova ferramenta do Instagram: Reels.

Em um vídeo no IGTV, a influenciadora digital deixa claro que o lançamento da rede social comandada por Mark Zuckerberg vem para declarar guerra ao TikTok, aplicativo desenvolvido na China. Camila já havia tido conhecimento a respeito do Reels há um mês, porém, não podia divulgar por questões contratuais.

Ela foi uma das influencers escolhidas a dedo para testar o dispositivo antecipadamente. A ferramenta chega à rede social nessa quarta-feira (24/06), após inúmeras especulações. Mas, somente usuários do Brasil, Alemanha e França poderão se aventurar com a nova função.

Camila Coutinho
Camila Coutinho tem feito lives durante a quarentena

De acordo com Camila, o solo tupiniquim é como uma pedra preciosa dos desenvolvedores de aplicativos devido ao alto consumo. Os brasileiros ocupam a 2ª posição do ranking de países que passam mais tempo nas mídias. “Somos muito curiosos e aderimos aos avanços de forma rápida”, descreveu a criadora de conteúdo.

Por conta do Brasil ocupar o 3º lugar de público do Instagram, as mentes por trás da rede social resolveram estudar o Reels com exclusividade no país. O dispositivo chega como o maior lançamento do Instagram desde os Stories, em 2016, e com o objetivo de concorrer diretamente com o TikTok.

“Ao trazer as funcionalidades do TikTik, eles querem que o público que migrou para o aplicativo chinês volte para o Instagram. No final do dia, o Zuckerberg almeja que o Instagram seja tudo junto e misturado”, disse Camila Coutinho.

@camilacoutinhotiktoking com o ##TEAMGE!! Sigam a genteee @garotasestupidas ##tiktok ##fy ##garotasestupidas♬ som original – luisasonza

Como vai funcionar?

Antes de ser batizado de Reels, o dispositivo chegou ao Brasil com o nome Cenas. Os usuários poderiam editar vídeos curtos, mas não com os mesmos atrativos do TikTok. Agora, o novo recurso integrará funções com músicas, dublagens e uma aba exclusiva no feed, igual ocorre com fotos, IGTVs e marcações.

Os vídeos do Reels poderão ser postados no feed. Segundo Camila, o Instagram promete dar um boost inicial dentro do algoritmo do dispositivo, sendo assim, mais seguidores verão o conteúdo criado. “A ideia é dar aquele boom e circulada de audiência”, salientou a influencer. Quem deseja aumentar o engajamento no Instagram e usar o Reels tende a contribuir com o crescimento, conforme expliou Camila.

“Quem apostar no Reels agora terá muito destaque na plataforma, inclusive parece que o Pesquisar será metade só de Reels”, garantiu a personalidade.

Camila Coutinho
Camila tem 2,6 milhões de seguidores no Instagram
Briga: TikTok e Reels

Desenvolvido na China, o TikTok explodiu na Ásia e ganhou o Ocidente a passos largos. Para especialistas em tecnologia, a pandemia deu um “empurrão” no boom da rede social. “Na quarentena, as pessoas decidiram testar, porque, antes, tinham preconceito por relacionar aos adolescentes. Agora, estão todos habituados com o TikTok”, ponderou a influencer.

Em abril, a plataforma alcançou a marca de 2 bilhões de downloads em todo o mundo. De acordo com Camila, a pergunta que não quer calar é: “Será que vai acontecer com o TikTok o mesmo que ocorreu com o Snapchat? Será que o Reels irá engolir o TikTok?”. Em sua avaliação, o episódio poderá acontecer  devido ao histórico competitivo de Mark Zuckerberg.

Embora veja como benéfica aos influenciadores e marcas a concorrência entre os aplicativos, Camila acredita no potencial do atual proprietário do Instagram. Mas, a disputa entre os dois aplicativos tem um componente a mais: a diferença entre Estados Unidos e China.

@camilacoutinhoCHERRY LIPS ? ##stupidtalkschallenge ##camilacoutinho♬ Stupid Talks – OHANA

Segundo a pernambucana, o modus operandi dos chineses é surpreendente. “Quando eles entraram no Brasil com o TikTok vieram com tudo. São pragmáticos, contrataram celebridades para fazer ações gigantes, sendo uma no Big Brother”, considerou. No marketing dos orientais, os usuários que conseguem levar amigos à rede social ganham créditos no Uber e Rappi.

Outro ponto favorável ao TikTok é ausência dos pais ou responsáveis dos jovens, maior público do aplicativo. Camila também acredita ser um grande trunfo o algoritmo da plataforma permitir que o conteúdo não envelheça e continue a circular, sem levar em consideração a data da postagem.

“Será uma disputa pela nossa audiência e criatividade como criadores de conteúdo, que todos somos. Uma briga boa de assistir. O TikTok não está para brincadeira nem o Instagram. Aguardemos”, finalizou a fundadora do portal Garotas Estúpidas.

Em abril, Camila entrou para a lista da Forbes dos 30 brasileiros mais influentes com menos de 30 anos.

Abaixo, confira o vídeo do IGTV:

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias