metropoles.com

Veja quem pode se vacinar nesta terça (1º/2) em SP, RJ, GO, MG e CE

Crianças de 5 a 11 anos continuam elegíveis para vacinação com imunizante pediátrico da Pfizer ou Coronavac

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
Placa escrito vacina com seta vermelha e menina com camisa rosa da Hello Kitty ao lado
1 de 1 Placa escrito vacina com seta vermelha e menina com camisa rosa da Hello Kitty ao lado - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

A média móvel de casos e mortes por Covid-19 mantém a trajetória de alta no país. O Brasil registrou 284 óbitos nessa segunda-feira (31/1). Com isso, a média de mortes diárias chegou a 540. O número é 195% maior que o verificado há 14 dias.

O país também confirmou mais 77.947 casos da doença. A média diária de infecções pelo coronavírus está em 185.593, aumento de 151% em comparação ao índice de 14 dias atrás. O crescimento se deve ao rápido avanço da variante Ômicron pelo país.

Veja onde se vacinar contra a Covid-19 em algumas capitais brasileiras nesta terça-feira (1º/2):

São Paulo

Na cidade de São Paulo, crianças com comorbidades de 5 a 11 anos podem receber a vacina pediátrica da Pfizer. Já o público sem comorbidades, de 6 a 11 anos, também tem como opção a Coronavac.

Imunossuprimidos graves com mais de 18 anos devem tomar duas doses adicionais. A primeira pode ser aplicada 28 dias após a segunda dose, e o segundo reforço depois de quatro meses.

Adolescentes entre 12 e 17 anos continuam elegíveis para a primeira dose, assim como maiores de 18 anos. O intervalo da segunda dose é de 15 dias para quem recebeu Coronavac. No caso da AstraZeneca, é de oito semanas. Quem foi inoculado com Pfizer precisa aguardar 21 dias.

A cidade de São Paulo segue com a aplicação de D1, D2 e DA contra a Covid-19 nos megapostos, drive-thrus e farmácias parceiras, das 8h às 17h, e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, das 7h às 19h.

Veja horários e locais na página da prefeitura.

Rio de Janeiro

A imunização de crianças a partir de 7 anos está suspensa na capital fluminense. A cidade aguarda o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde.

As vacinas seguem disponíveis para a primeira dose de maiores de 12 anos ou crianças de 5 a 11 anos com comorbidades. A segunda dose e a dose de reforço também continuam a ser aplicadas, de acordo com as datas pré-definidas.

Para segunda aplicação, os intervalos são de 12 semanas para a AstraZeneca, 28 dias para a Coronavac e 21 dias para a Pfizer. O reforço é inoculado em maiores de 18 anos com quatro meses completos da segunda aplicação.

Os imunizantes são aplicados na rede municipal de saúde: UPAs, hospitais, centros de emergência regional, centros municipais de saúde, clínicas da família e centros de atenção psicossocial tipo II e III.

Veja locais e horários de vacinação.

Goiás

Em Goiânia, crianças de 5 a 11 anos podem se vacinar em 13 postos exclusivos para o público. Os imunizantes utilizados são a Pfizer pediátrica ou a Coronavac.

Não é necessário agendamento. Adolescentes entre 12 e 17 anos, assim como maiores de 18 anos, continuam elegíveis para receber a primeira dose.

A segunda dose é aplicada de acordo com os intervalos definidos no cartão de vacinas. O reforço pode ser inoculado depois de, no mínimo, quatro meses.

Veja mais detalhes na página da prefeitura.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, a prefeitura promove a aplicação da dose de reforço em pessoas de 43 anos, desde que o intervalo mínimo de quatro meses já tenha sido completado. Crianças com comorbidades de 5 a 11 anos também são prioridade.

As crianças sem comorbidades a partir de 9 anos já estão elegíveis para imunização com Pfizer ou Coronavac.

O município ainda vacina maiores de 12 anos com a primeira dose. A segunda é aplicada 28 dias depois no caso da Coronavac, oito semanas para a Astrazeneca e 21 dias para a Pfizer.

Veja horários e locais de aplicação.

Ceará

A vacinação em Fortaleza requer agendamento prévio. As listas de chamamento dos convocados até o dia 4 de fevereiro estão disponíveis em www.coronavirus.fortaleza.ce.gov.br.

Nesta terça, a capital cearense aplica a dose de reforço na população geral que já tem, no mínimo, quatro meses completos da segunda dose. Crianças de 5 a 11 anos também estão elegíveis para receber a primeira dose, com ou sem comorbidades.

Para a vacinação de crianças, é necessário levar comprovante de residência na cidade e documentos de identificação da criança e do responsável.

Veja mais detalhes na página da prefeitura.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações