Veja quem pode se vacinar nesta quinta-feira em SP, RJ, GO, MG e RS

Desde o início da campanha, somando a primeira, a segunda e a dose única, são 274.767.554 doses aplicadas no total

atualizado 27/10/2021 22:21

IdosoRafaela Felicciano/Metrópoles

O Brasil alcançou a marca de 61,9% da população com 12 anos ou mais no país está totalmente imunizada contra a Covid-19. Ou seja, já recebeu duas doses ou a vacina de dose única. O número corresponde a 113.312.914 dos quase 182 milhões de brasileiros nesta faixa etária com o ciclo vacinal completo.

Desde o início da campanha, somando a primeira, a segunda e a dose única, são 274.767.554 doses aplicadas no total.

No total, o Brasil já perdeu 606.679 vidas para a doença e computou 21.766.168 casos de contaminação.

Nesta quinta-feira (28/10), o ritmo de vacinação prossegue por todo o país, que tem à disposição quatro vacinas: Sinovac/Coronavac, Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech, que precisam da aplicação de duas doses. Já a Janssen prevê apenas uma dose para completa imunização.

Veja como será a vacinação nesta quinta em algumas capitais:

São Paulo

Em São Paulo, capital, o esquema de vacinação é o seguinte:

Dose Adicional – uso exclusivo da vacina Coronavac

  • Trabalhadores da Guarda Civil Metropolitana do município de São Paulo, com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 6 meses.
  • Sepultadores do Serviço Funerário do Município de São Paulo, público e privado, com mais de 18 anos, que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 6 meses.
  • Agentes Fiscalizadores das Subprefeituras do Município de São Paulo, com mais de 18 anos, que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 6 meses.

Com demais vacinas

  • Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 6 meses.
  • Idosos com mais de 60 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 6 meses.
  • Pessoas com alto grau de imunossupressão com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias.

Podem tomar a primeira dose

  • Adolescentes de 12 a 17 anos de idade.
  • Adultos com mais de 18 anos.

Rio de Janeiro

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informa que a dose de reforço está disponibilizada para mulheres com 65 nos ou mais e para profissionais e trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose em abril. E até esta sexta-feira (29/10), das 7h30 às 17h, a vacinação da primeira e segunda doses da vacina contra Covid-19 será disponilibilizada nas seguintes estações do BRT: Alvorada, Mato Alto, Recreio e Campo Grande.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, segue a vacinação da seguinte forma:

  • Repescagem de dose de reforço – idosos e trabalhadores da saúde já convocados, cuja segunda dose tenha completado 6 meses ou que faltem até 15 dias para completar este prazo.
  • Repescagem de dose adicional – pessoas com alto grau de imunossupressão já convocadas, cuja segunda dose tenha completado 28 dias.

É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte.

Rio Grande do Sul

A Prefeitura de Porto Alegre mantém a vacinação para pessoas com 12 anos ou mais. O Rolê da Vacina estará no Loteamento Timbaúva III (em frente ao mercado Mais Economia), na rua Dr. Salvador Célia, 1831, Mario Quintana, das 9h às 16h. Para receber a vacina, é preciso apresentar documento de identidade com CPF.

Goiás

A Prefeitura de Goiânia vacina com a primeira dose adolescentes de 12 a 17 anos, população geral a partir de 18 anos e gestantes e puérperas (com até 45 dias após o parto) que residem em Goiânia e idosos.

A segunda dose, com vacinas da AstraZeneca, Pfizer e Coronavac, vai para pessoas com data marcada para o dia 28 de outubro e em atraso. E para gestantes e puérperas (com até 45 dias após o parto) que residem em Goiânia e idosos.

Já a terceira dose será disponibilizada para trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose até há seis meses, idosos a partir de 60 anos com 6 meses de intervalo da segunda dose (ou seja, até o dia 28 de abril) e pessoas imunossuprimidas acima de 18 anos e com 28 dias de intervalo da segunda dose (ou seja, até o dia 1º de outubro).

Mais lidas
Últimas notícias