metropoles.com

Secretária de Damares sobre coronavírus: “Achei que ia morrer”

Curada da doença, Angela Gandra Martins contou como foram os dias de internação. Ela, que já teve câncer, pensou que não sobreviveria

atualizado

Compartilhar notícia

A secretária Angela Gandra Martins, da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, contou como foi sua luta para se recuperar do coronavírus. Ela chegou a pensar que morreria. As declarações foram dadas em entrevista à coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo.

“Até o Sábado Santo, achei que fosse morrer. Não vou aguentar, não vou superar”, afirmou. “Já tive câncer, mas nunca havia me sentido assim na minha vida. Uma fadiga intensa, enjoo o tempo inteiro, muita náusea, dor de cabeça”.

A secretária esteve internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, do qual teve alta na última segunda-feira (20/04). Nesse período, a ministra Damares Alves usou as redes sociais para pedir orações a Angela.

Na entrevista, a secretária foi ponderada ao falar sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela defendeu a importância de manter a economia ativa no país, mas avaliou: “Primeiro temos que pensar na saúde e salvar vidas”.

Angela fez tratamento com azitromicina e hidroxicloroquina. Filha do jurista Ives Gandra Martins, ela conta que o pai, apoiador de Bolsonaro, está preocupado com a “maneira de ser” do presidente: “precisa de circunspecção”, ele prega. A secretária contrapõe: “São estilos diferentes”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações