metropoles.com

Veja quem é Simone Tebet, ministra do Planejamento de Lula

Simone Tebet não era a preferida na lista do PT para o Planejamento. O convite foi feito inicialmente para Pérsio Arida e André Lara Resende

atualizado

Compartilhar notícia

Breno Esaki/Especial Metrópoles
O presidente eleito Lula anuncia no CCBB os últimos dezesseis ministros para compor seu governo. No detalhe, ele posa com a nova ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet - Metrópoles
1 de 1 O presidente eleito Lula anuncia no CCBB os últimos dezesseis ministros para compor seu governo. No detalhe, ele posa com a nova ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet - Metrópoles - Foto: Breno Esaki/Especial Metrópoles

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) foi nomeada ministra do Planejamento do futuro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta quinta-feira (29/12). A parlamentar ficou em terceiro lugar na disputa pela Presidência da República, este ano, com 4,16% dos votos. No segundo turno, em uma frente ampla, ela apoiou Lula.

Apesar da escolha pela senadora, o nome dela não era o preferido na lista do PT para a pasta. O convite foi feito, inicialmente, para Pérsio Arida e André Lara Resende. Em busca de nome “técnico” para casar com a indicação política de Fernando Haddad à Fazenda, Lula optou por Tebet, que não desagrada o mercado.

0

Simone é advogada, professora e política. Natural de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, ela atuou como deputada estadual, prefeita da cidade onde nasceu e vice-governadora do estado. O sangue político vem da família, afinal, ela é filha de Ramez Tebet, ex-presidente do Senado.

A mãe é a filantropa Fairte Nassar Tebet. Ela e o marido são filhos de imigrantes libaneses radicados em Mato Grosso do Sul.

Conhecida por ser forte defensora do agronegócio e por fazer parte da bancada no Congresso, a senadora ganhou notoriedade nacional após integrar a CPI da Pandemia no Senado Federal em 2021. A ação foi crítica ao governo de Jair Bolsonaro, o que a fez cair nas graças dos petistas.

Tebet é formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista em ciência do direito pela Escola Superior de Magistratura e mestre em direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Foi consultora técnica jurídica da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul entre 1995 e 1997 e diretora técnica legislativa entre 1997 e 2001.

Em 2022, a BBC a colocou entre as 100 mulheres mais inspiradoras e influentes do mundo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações