Mourão diz que sistema de monitoramento da Amazônia “não é dos melhores”

Vice-presidente alegou que satélites usados não "enxergam" a cobertura vegetal através das nuvens

atualizado 07/08/2020 14:24

O vice-presidente Hamilton MourãoHugo Barreto/Metrópoles

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB-DF) afirmou nesta sexta-feira (7/8) que o sistema de monitoramento de desmatamento da Amazônia “não é dos melhores”. Mourão participava de uma videoconferência promovida pela FSB ao lado do ex-ministro dos governos Dilma e Lula Aldo Rebelo (solidariedade).

“O nosso sistema de monitoramento se ressente de uma melhor qualidade, é uma questão que nós precisamos avançar. Os satélites que nós temos são satélites ópticos, que não enxergam durante o período das chuvas ou de nuvens. Precisamos avançar para ter uma tecnologia de radar, aeronaves não tripuladas de melhor nível, que possam manter o monitoramento da cobertura vegetal com mais qualidade”, defendeu.

0

Mourão negou que o governo tenha que fazer concessões para acalmar investidores, que vêm exigindo medidas de preservação do bioma para continuar a investir no país.

“Não é uma questão de concessões. O governo tem que fazer cumprir a nossa legislação ambiental, que é uma das mais avançadas. Eu acho que nenhum outro país do mundo tem uma legislação dessa natureza. Existe uma pressão muito grande na questão do desmatamento”, destacou o vice.

Últimas notícias