Flávio Bolsonaro é vacinado e agradece ao “negacionista Jair Bolsonaro”

A primeira dose do imunizante contra Covid-19 foi aplicada no senador pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

atualizado 22/07/2021 17:36

Reprodução

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) foi vacinado, nesta quinta-feira (22/7), contra o novo coronavírus. O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomou a primeira dose do fármaco da AstraZeneca, produzido nacionalmente pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, aplicou o imunizante no senador. O parlamentar afirmou que a fórmula é “mais barata que a de outros fabricantes”. “Obrigado ao ‘negacionista’ Jair Bolsonaro por garantir vacina nos braços de todos os brasileiros”, publicou o senador no Twitter.

A imunização de Flávio ocorre quase três meses após sua esposa, Fernanda Bolsonaro, ter se vacinado contra a Covid-19, na campanha destinada a profissionais da saúde, no Distrito Federal.

A família Bolsonaro já se manifestou contrariamente à aplicação de vacinas. O próprio senador Flávio Bolsonaro disse que não tomaria o imunizante. Em janeiro, no Twitter, o político alegou que iria “seguir a ciência” e, por isso, não tomaria a vacina contra a Covid-19 naquele momento.

Flávio Bolsonaro afirmou que já foi contaminado pelo vírus e, por isso, tem “taxa de imunidade alta”. O senador concluiu que não recebeu recomendações médicas para tomar a vacina.

A imunização é o único método que possui eficácia de proteção contra o novo coronavírus, cientificamente comprovada. Aliado a isso, o uso de máscara reduz a transmissão da doença pandêmica.

Últimas notícias