Da manifestação ao Alvorada: Heleno visita Bolsonaro após manifestação

O general chegou a ir ao ato deste domingo (07/06) e ficou poucos minutos. Em seguida, foi visitar o chefe do Executivo

atualizado 07/06/2020 11:40

Hugo Barreto/Metrópoles

O chefe do gabinete de segurança institucional (GSI), general Augusto Heleno, deixou a manifestação a favor do governo federal, que ocorria na Esplanada dos Ministérios, e seguiu direto para encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no palácio da Alvorada, neste domingo (07/06).

O general é o responsável pela segurança do mandatário do país, além de ser braço direito e consultor das atitudes do governo. Cerca de 10 minutos após chegada de Heleno, o Ministro da Defesa, general Azevedo e Silva, se juntou à conversa no Alvorada. Desde a recente onda de manifestações pró-Bolsonaro, o presidente tem comparecido aos protestos para participar do ato junto aos bolsonaristas.

Porém, com os embates entre apoiadores e oposição no último domingo (31/05), Bolsonaro usou as redes sociais pra pedir aos admiradores que deixem as ruas neste fim de semana. Apesar disso, líderes dos grupos favoráveis ao mandatário, como o 300 do Brasil, convocaram os militantes e prometeram encher as capitais com os “verde e amarelo”.

O general Heleno chegou a ir ao ato deste domingo e ficou poucos minutos, tempo suficiente para analisar o protesto. Em seguida, ele seguiu direto ao encontro do mandatário.

Opositores

A Esplanada dos Ministérios ficou dividida, na manhã deste domingo (07/06), entre apoiadores e oposição ao governo Jair Bolsonaro. Por volta das 11h – horário de chega de Heleno ao Alvorada – o grupo contrário ao governo ainda era maioria, mas já começava a se dispersar.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram deslocados para o local para apartar quaisquer confrontos.

Últimas notícias