Manifestantes protestam contra Bolsonaro em ato pró-democracia na Esplanada

Grupo, conhecido como Antifas, promove uma caminhada pelo Eixo Monumental: ato segue pacífico

atualizado 07/06/2020 12:54

Esplanada_ManifestacaoIgo Estrela/Metrópoles

Na manhã deste domingo (07/06), manifestantes fizeram um protesto pró-democracia e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Por cerca de duas horas, o grupo, que misturava estudantes e integrantes de torcidas organizadas, desceu pela seis faixas do Eixo Monumental, com direção ao Palácio da Justiça.

O protesto seguiu de maneira pacífica, sem tumultos. Houve ações pontuais das forças de segurança, que apreenderam materiais que poderiam ser utilizados em eventuais ataques. Por volta das 11h40, os manifestantes começaram a se dispersar. No começo da tarde, poucas pessoas ainda se reuniam em frente à Biblioteca Nacional.

O grupo formado por estudantes e membros de torcidas organizadas desceu pelo canteiro central da Esplanada, às margens da via N1. Na caminhada, gritos de ordem contra Jair Bolsonaro (sem partido) e em defesa da democracia. Manifestações de combate ao racismo também ecoaram.

Os manifestantes ocuparam as seis faixas do local. Do outro lado do Eixo Monumental, outras pessoas, dentro de carros, seguiam em protesto até o ponto de bloqueio, o acesso a L2 atrás do Museu Nacional. Por conta da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, parte dos manifestantes optou pela carreata, na tentativa de não ficar em aglomerações. Veja vídeos:

Para evitar conflitos com o grupo 300 – conhecido pelo apoio a Bolsonaro –, a PMDF fez um cordão de isolamento, na tentativa de evitar que as manifestações antagônicas se encontrem.

A liderança do movimento Antifas ficou a cargo de integrantes da torcida Gaviões da Fiel, do Corinthians. Em discurso antes de começar a caminhada, o grupo passou mensagem falando que o protesto seria pacífico.

“Quem está puxando aqui é a torcida. Todo mundo junto. Peço compreensão e respeito. Nós não vamos aceitar, é intolerância zero com quebra-quebra”, falou um dos líderes. Pouco antes da partida, três ônibus com manifestantes chegaram ao local.

Chegada

Por volta das 8h30, a reportagem do Metrópoles acompanhou a chegada dos manifestantes, cerca de 100 pessoas. A maior parte deles era formada por estudantes, que usavam máscaras e roupas pretas. O grupo se identificava como parte do movimento Antifas e tinha como pautas a luta pela democracia e o combate do que chamam de atitudes fascistas.

As faixas que o grupo carregavam traziam dizeres contra o racismo e lembravam o caso de George Floyd, segurança norte-americano morto pela polícia dos Estados Unidos. O grupo também lembra das vítimas brasileiras, como o menino João Pedro.

0

Na Esplanada, a segurança estava a cargo da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que monitorava o grupo. Pela manhã, policiais acompanhavam a situação. Ambulâncias do Samu e do Corpo de Bombeiros se posicionaram no canteiro central.

Grupo pró-governo

Também na Esplanada, grupos a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) programaram manifestações de apoio ao governo.

Manifestação
Grupo pró-Bolsonaro também se manifesta na Esplanada

Na tentativa de evitar um confronto, eles se localizaram na Praça dos Três Poderes e ao lado da Catedral.

Mais lidas
Últimas notícias