Bolsonaro diz que cadastro do Bolsa Família será feito por aplicativo

Presidente disse que o novo Bolsa Família está “quase pronto”, mas não forneceu mais detalhes sobre mudanças no programa

atualizado 13/05/2021 15:40

Bolsonaro em agenda em AlagoasAlan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta quinta-feira (13/5), que a inscrição no Bolsa Família passará a ser feita em formato digital, por meio de um aplicativo, e não mais pelas prefeituras.

Ao elogiar o ministro da Cidadania, João Roma, durante evento em Maceió, Bolsonaro afirmou que uma nova versão do programa está quase pronta, mas não deu mais detalhes. O programa está vinculado à pasta chefiada por Roma.

“Está quase pronta também a questão do novo Bolsa Família, proposta sua [João Roma]. E, mais ainda, brevemente a inclusão no Bolsa Família não será mais procurando prefeituras pelo Brasil. Será feito através de um aplicativo”, afirmou o presidente.

“Vamos libertar as pessoas mais humildes do jugo de quem quer que seja”, complementou o mandatário, sem dar mais detalhes.

Aumento do benefício

No fim de abril, Bolsonaro manifestou intenção de aumentar o valor do benefício, atualmente de R$ 192, para R$ 250. O presidente disse que deseja fazer a mudança em agosto ou setembro.

“Só de auxílio emergencial no ano passado gastamos mais que 10 anos de Bolsa Família. Então, o PT, que fala tanto em Bolsa Família, hoje, a média é de R$ 192. O auxílio emergencial, eu sei que está pouco, mas é muito mais do que a média do Bolsa Família. A gente pretende passar para R$ 250 em agosto ou setembro”, afirmou a apoiadores na ocasião.

Agenda em Alagoas

Pela manhã, ao lado do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC (PSB), o presidente participou da entrega de 500 unidades habitacionais do Residencial Oiticica I. Em seguida, inaugurou um complexo viário.

À tarde, inaugurou um trecho de 30km do canal do sertão alagoano, na cidade São João da Tapera, que vai abastecer 113 mil famílias de quatro municípios.

Além de João Roma, a comitiva do presidente é formada pelos ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), Gilson Machado (Turismo) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), além do presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Bolsonaro deve desembarcar em Brasília por volta das 18h, segundo previsão de sua agenda oficial. Às quintas-feiras, o mandatário costuma fazer uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, nas quais comenta os principais assuntos da semana.

Últimas notícias