Guedes confirma mais dois nomes da equipe econômica de Bolsonaro

O economista Rogério Simonetti Marinho e o consultor de orçamento Leonardo Rolim atuarão na área de Previdência Social

FáTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOFáTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 11/12/2018 18:16

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (11/12) a indicação de mais dois integrantes de sua equipe. Tratam-se do economista e professor Rogério Simonetti Marinho para o cargo de secretário especial de Previdência, e do consultor de orçamento da Câmara Leonardo Rolim para secretário-adjunto de Previdência.

Conforme informou a assessoria do futuro ministro, Marinho foi secretário de Planejamento da prefeitura de Natal (RN), vereador e presidente da Câmara Municipal de Natal e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte. Ele voi eleito deputado federal por duas vezes. Em 2017, relatou a reforma trabalhista na Câmara dos Deputados.

Integrante da carreira de consultor de orçamento da Câmara dos Deputados, Rolim tem mestrado em direção e gestão de planos e fundos de pensão pela Universidad de Alcalá, Espanha; especialização em administração na Universidade de Brasília (UnB) e em políticas públicas e gestão governamental pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Rolim foi secretário de políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social e presidente do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev).

A assessoria de Guedes informou que a equipe de transição está em fase final de preparação da nova estrutura do futuro Ministério da Economia. O detalhamento do organograma e das atribuições de cada pasta será divulgado em breve.

Últimas notícias