Categorias: Política

Caso Marielle: “Eu conduziria melhor o inquérito”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste sábado (14/12/2019) que conduziria de forma “muito melhor” o inquérito que investiga a morte da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ambos assassinados em março de 2018. Bolsonaro ainda acusou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, de tentar incriminá-lo.

“Vocês têm dúvida [de] que o governo do Rio está atrás de mim? Vocês têm dúvida disso? Olha o caso do porteiro. Com todo respeito, acho que vocês não são delegados de polícia. Nem eu, [mas] eu conduziria muito melhor o inquérito. Me acusar numa quarta-feira de eu ter recebido um telefonema de um suspeito de ter matado Marielle, eu estando em Brasília, pelo amor de Deus, né?”, disse o presidente na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Entenda
Em outubro deste ano, o Jornal Nacional, da TV Globo, veiculou uma reportagem com depoimento de um dos porteiros que trabalhava no condomínio onde Jair Bolsonaro tem uma casa, no Rio de Janeiro. O funcionário citou o presidente ao relatar que um dos suspeitos de participação na morte da vereadora foi até o local e pediu para ligar na casa de Bolsonaro, e de onde teria saído a autorização para o homem entrar.

No entanto, em novo depoimento à Polícia Federal, o porteiro não confirmou que Bolsonaro teria liberado a entrada de um dos suspeitos no condomínio. Na ocasião, o porteiro ainda alegou que errou o número da casa para qual o suspeito iria.

Mayara OliveiraeClarice Rosa e Silva

Jornalista formada pelo Centro Universitário Iesb. Foi redatora no Poder360 e repórter na editoria de Política da Rede Vida de Televisão. Estagiou na assessoria da Agência Espacial Brasileira e no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer. Atualmente, atua na cobertura da Câmara dos Deputados pelo Metrópoles.

Últimas notícias

Antes de condenação, vítima beija réu que lhe acertou 5 tiros

Micheli Schlosser, de 25 anos, disse perdoar Lisandro Posselt, 28 – condenado a 7 anos. Advogado comemorou ação "inesperada" da…

9 minutos passados

BBB20: Lucas Chumbo é o primeiro eliminado do programa

O surfista perdeu a parada para Bianca Andrade: ele levou 75,5% dos votos do público

30 minutos passados

Morre Antônio Martins, ex-presidente da extinta Radiobrás

O jornalista tinha 77 anos e lutava contra a Esclerose Lateral Amiotrófica. Ele comandou a empresa no governo José Sarney

34 minutos passados

Justiça aceita denúncia contra professor do texto sobre “boquete”

Decisão é do juiz substituto da 4ª Vara Criminal de Brasília, Felipe Kersten. Caso ocorreu em novembro passado, no CEF…

1 hora passados

Cartório rejeita ata da reunião de diretório destituído do Pros

Justificativa para indeferimento é que grupo participante do encontro foi expulso da sigla e precisaria ser reintegrado para documento valer

2 horas passados

Relator: previsão é de aprovação da reforma tributária até junho

Ainda não há data definida, contudo, para início dos trabalhos da Comissão Mista que avaliará o tema

3 horas passados