Ministro da Saúde vai com Bolsonaro a ato que teve aglomeração em Brasília

General Eduardo Pazuello assumiu interinamente após a rápida passagem de Nelson Teich pelo Ministério da Saúde

atualizado 24/05/2020 20:14

O general Eduardo Pazuello ainda é interino no cargo do ministro da Saúde, apesar de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ter dito na última quarta-feira que ele deve ficar “por muito tempo”. Neste domingo (24/05), Pazuello mostrou alinhamento a Bolsonaro e participou do ato que provocou mais uma aglomeração de pessoas na Praça dos Três Poderes.

As aglomerações são desaconselhadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela própria pasta comandada por Pazuello porque são uma forma de propagar mais rápido o coronavírus.

As recomendações das autoridades são para que as pessoas mantenham o maior isolamento social possível, só interagindo em caso de necessidade.

0

 

Crítico das medidas de isolamento, o presidente da República causou aglomerações em ao menos quatro ocasiões apenas neste fim de semana em Brasília.

Pazuello, ao contrário de Bolsonaro, usou máscara no evento. O ministro foi flagrado pela reportagem do portal G1 caminhando um pouco mais atrás junto com a comitiva do presidente.

Últimas notícias