STF: Fachin autoriza abertura de inquérito contra Renan e Jader

Os dois senadores serão investigados por suposto envolvimento em esquema de corrupção na Transpetro, subsidiária da Petrobras

atualizado 05/03/2020 16:30

Michael Melo/Metrópoles

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de inquéritos contra os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Jader Barbalho (MDB-AP). Eles serão investigados sobre suposto esquema de corrupção na Transpetro, subsidiária da Petrobras responsável pelo armazenamento e transporte de combustível.

Um dos inquéritos diz respeito apenas a Renan Calheiros, e trata de supostas fraudes na contratação do consórcio Estaleiro Rio Tietê pela Transpetro em 2010.

A outra linha de investigação envolve Renan e Jader por supostas operações de contratações fraudulentas fechadas pela Transpetro com nove outras empresas e subsidiárias, como Galvão Engenharia; o consórcio Estaleiro Atlântico Sul; Queiroz Galvão; Essencis; UTC Engenharia; e GDK Engenharia.

Os inquéritos foram baseados em delações da Lava Jato, como do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado  e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Últimas notícias