Comando da Polícia pede prisão de PMs que mataram suspeitos em carro

Justiça Militar autorizou a prisão. Caso ocorreu em Santo Amaro (SP) na última quarta-feira (9/6). Vídeo da ação viralizou nas redes sociais

atualizado 13/06/2021 19:36

Policias matam dois suspeitos de roubo após suposto confronto em São PauloReprodução

O Comando da Polícia Militar de São Paulo pediu e a Justiça Militar aceitou a prisão preventiva dos PMs que mataram dois suspeitos que estavam em carro em Santo Amaro, zona sul de São Paulo, na noite de quarta-feira (9/6).

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o sargento André Chaves da Silva e o soldado Danilton Silveira da Silva, da Força Tática do 1º Batalhão da PM Metropolitano, executando à queima-roupa os suspeitos.

Os PMs atiram na direção do banco traseiro de um Onix branco. É possível vê-los efetuarem dezenas de disparos no veículo, que está com as portas abertas. Um terceiro policial aparece em cena e faz um gesto para os PMs, que saem do local em seguida (atenção: o conteúdo é forte).

Os dois suspeitos mortos são Felipe Barbosa da Silva, 23 anos, e Vinícius Alves Procópio, 19. Ambos são negros.

O boletim de ocorrência (B.O.) registrado na Divisão de Homicídios do DHPP indica que o jovem de 19 anos tinha 23 marcas de tiro. Já Felipe tinha 27 perfurações de bala pelo corpo.

Os policiais alegaram que os jovens estavam armados e havia “iminente” risco de agressão.

Leia a íntegra da nota do Comando da PM sobre o pedido de prisão:

“O Comando da Polícia Militar solicitou a prisão preventiva dos policiais envolvidos na ocorrência à Justiça Militar. Os agentes já estão afastados de suas funções e as investigações prosseguem pela Corregedoria da PM e pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia Militar não compactua com desvios de comportamento e se mantém diligente em relação às denúncias ou indícios de transgressões ou crimes cometidos por seus agentes.”

 

Últimas notícias