*
 

Enquanto fazia compras com a mãe, um comerciante foi surpreendido com explosão de celular no bolso de trás da bermuda. O caso ocorreu em um supermercado de Santos, no litoral de São Paulo, e o aparelho, além de ter sido destruído, fez com que as nádegas e mãos de Victor Alexandre de Oliveira, de 40 anos, fossem queimadas.

Acionado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou Victor Alexandre ainda consciente para a emergência da Santa Casa de Santos. Segundo a mãe do rapaz, Diva Soares Teixeira, 70, o filho teria começado a gritar de dor ao perceber que fumaça estava saindo do bolso de trás de sua bermuda. Eles notaram, então, que apesar de não estar sendo usado, o celular havia explodido.

Em nota, a Santa Casa de Santos informou que o paciente teve queimaduras de primeiro e segundo graus e foi liberado após atendimento. Com informações do site Urandi.