metropoles.com

Guajajara: 570 crianças yanomamis morreram de fome nos últimos 4 anos

Presidente Lula, Guajajara e mais dois ministros estão em Roraima, neste sábado (21/1), para atuar em crise humanitária no estado

atualizado

Compartilhar notícia

Condisi-YY/Divulgação
crianças sentadas no chão
1 de 1 crianças sentadas no chão - Foto: Condisi-YY/Divulgação

Pelo menos 570 crianças yanomamis morreram em decorrência de desnutrição nos último quatro anos, durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). A informação é da ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara, que está em Roraima ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a fim de verificar a situação dos indígenas.

Nas redes sociais, a primeira ministra indígena do país lamentou as mortes. “É muito triste saber que indígenas, sobretudo 570 crianças yanomamis, morreram de fome durante o último governo”, afirmou.

Veja:

Neste sábado (21/1), três pessoas do primeiro escalão do governo federal, além do presidente Lula, viajaram a Roraima com o objetivo de ajudar na crise humanitária e sanitária na terra indígena yanomami. Alem de Guajajara, estão no estado o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino; e a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

O Executivo soou o alarme depois que técnicos do Ministério da Saúde resgatam oito crianças em estado grave de desnutrição e com malária no Norte do país.

0
Saúde dos Yanomamis

Em razão da grave precarização das condições de vida dos povos Yanomami, também em decorrência do garimpo ilegal, a população vive uma grande crise sanitária. Além de a atividade provocar assassinatos dos indígenas, nos últimos meses também foram registradas diversas mortes por desnutrição.

A exploração do garimpo ilegal traz a incidência de doenças infecciosas. A falta de assistência em saúde também contribui para o quadro.

Na última quarta-feira (18/1), uma equipe do Ministério da Saúde foi enviada ao estado de Roraima para fazer um diagnóstico da situação. Em nota, a pasta informou que a expectativa é que, após o levantamento, sejam definidas “ações imediatas para superar a crise sanitária” pela qual passa a população local.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?