Goiás começa a convocar alunos do 3° ano para aulas 100% presenciais

Para a Secretaria de Educação, é importante que esses alunos que vão fazer o Enem estejam nas unidades escolares para um melhor desempenho

atualizado 06/10/2021 19:26

volta aulas goiasVinicius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – Goiás definiu pela retomada das aulas presenciais para alunos do 3° ano do ensino médio. Conforme a Secretaria de Estado da Educação (Seduc-GO), em razão da proximidade da saída desses estudantes da rede de ensino e das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é importante que eles estejam nas unidades escolares para um melhor desempenho.

De acordo com a pasta, as escolas continuarão oferecendo atividades remotas, já que alguns pais ainda não se sentem seguros em permitir o retorno dos filhos aos colégios, mesmo com a vacinação contra Covid-19 autorizada para adolescentes a partir de 12 anos, em Goiás.

0

No entanto, nesses casos, a Seduc informa que os responsáveis terão que assinar um termo de comprometimento, além de ir à unidade escolar semanalmente para o recolhimento de atividades. Já as provas, obrigatoriamente, serão realizadas dentro da escola.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da pasta, caso as salas não comportem os alunos, de forma a respeitar o distanciamento mínimo de um metro, eles serão acomodados em outros ambientes da unidade, como outras salas e até na quadra. Os protocolos de biossegurança como o uso obrigatório de máscara e álcool gel seguem vigentes.

Ideb

Os alunos do 9° ano também devem ser convocados nos próximos dias para o retorno presencial. Segundo a Seduc, as turmas desta série, assim como do ensino médio, compõem a avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do qual Goiás é destaque. Em 2020, Goiás atingiu a maior nota do Ideb na avaliação do ensino médio, em todo o Brasil, com 4,8.

O índice, criado a partir de decreto federal em 2007, é divulgado a cada dois anos. Trata-se de um monitoramento da qualidade do sistema de educação no país, que relaciona o desempenho dos estudantes em avaliações externas de larga escala com dados de fluxo escolar.

A próxima apresentação do Ideb será em 2022, com informações que serão coletadas ainda em 2021.

Proposta ao COE

A secretária de Educação de Goiás, Fátima Gavioli, propôs que as aulas remotas só sejam destinadas para estudantes com comorbidades. Se a ideia dela se concretizar, todos os alunos devem voltar às salas de aulas ainda este ano, o mais breve possível. Atualmente, as atividades presenciais na rede estadual não são obrigatórias, e o aluno pode continuar de forma remota.

A proposta foi repassada ao Centro de Operações de Emergência (COE), formado por especialistas da área de saúde, nesta quarta-feira (6/10). Medida semelhante já foi adotada no Ceará, segundo a secretária.

Resposta

O COE vai avaliar a proposta da Secretaria de Educação (Seduc) e deve dar uma resposta dentro de 15 dias, segundo Fátima Gavioli. O retorno às aulas presenciais em Goiás teve baixa adesão até agora. A secretária tem insistido que os estudantes retornem às aulas e que os adolescentes se vacinem.

“A gente não tem mais como, não tem porque (não voltar presencial). Essas crianças estão adoecendo em casa, com crises emocionais, psicológicas. Então, acho que está na hora de a gente tomar uma decisão, usando todas as medidas do protocolo de biossegurança”, defendeu Fátima.

As aulas presenciais retornaram em Goiás em agosto de 2021. Responsáveis que não se sentem confortáveis, no entanto, podem manter os estudantes no regime especial de aulas remotas. A Seduc já definiu que as aulas presenciais obrigatórias vão voltar em janeiro de 2022.

Últimas notícias