GO: preso por engano, mecânico é solto e chora ao rever família; vídeo

André Bernardo foi preso, após ter documentos furtados, no lugar de traficante morto a tiros em 2016 e que estava foragido da Justiça do MA

atualizado 16/02/2022 12:01

Detido por engano, mecânico André Bernardo abraça filha ao deixar presídio em Aparecida de Goiânia, Goiás Reprodução

Goiânia – Preso por engano após ter os documentos furtados, um mecânico foi solto, na noite de terça-feira (15/2), depois de ser detido no lugar de um traficante foragido da Justiça do Maranhão e que morreu há seis anos.

André Bernardo Rufino Pereira, de 31 anos, chorou bastante ao reencontrar a família na porta do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital goiana.

Veja vídeo do momento:

O mecânico deixou o complexo prisional, onde ficou preso por 16 dias, logo depois de o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA) revogar o pedido de prisão que tinha contra ele. Ao sair, emocionado, o trabalhador abraçou a esposa, a cozinheira Lúcia Aparecida Leite Alves, de 36, a filha, de 3, e amigos.

De acordo com a Polícia Técnico-Científica, o traficante Rômulo Sobral da Costa, que usou os documentos do mecânico durante um bom tempo, foi morto a tiros no dia 28 de janeiro de 2016 em Goiás.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Fotos diferentes

Na defesa de André Bernardo, o advogado Humberto Vasconcelos Faustino apontou diferenças entre o mecânico e o criminoso. A defesa sustentou que, no próprio inquérito, a foto que consta do documento de identidade do traficante é de outra pessoa, com características diferentes.

O advogado afirmou que André Bernardo ainda vai passar por um julgamento na Justiça do Maranhão, no dia 8 de março. “Nesse primeiro momento a gente pediu só a liberdade dele. Na próxima audiência, será discutido o mérito [do processo]”, explicou ao Metrópoles, ressaltando que existem provas suficientes de que o mecânico foi preso por engano.

“A acusação de tráfico de droga não tem cabimento, porque ele nunca esteve na cidade de São Luís do Maranhão. Ele foi preso por engano, com certeza, por uma falha da autoridade policial que não observou a veracidade dos documentos da pessoa presa”, afirmou o advogado.

A Polícia Civil de Goiás informou que não tem nenhum registro criminal contra André Bernardo no estado. O traficante foi preso no Maranhão e apresentou o documento do mecânico, mas com a foto de outra pessoa. Segundo a polícia, o criminoso fugiu e teve mandado de prisão expedido pela Justiça maranhense com os dados pessoais do mecânico.

Família pede justiça

A esposa do mecânico disse que espera por justiça por causa da prisão por engano de seu marido, com quem mora há 10 anos. “Espero que isso se resolva logo e peço justiça por tudo isso que está acontecendo”, desabafou Lúcia Aparecida.

Ela lembra que o marido foi preso, no dia 31 de janeiro, logo depois de chegar ao trabalho, em Goiânia. “Eu estava trabalhando, e ele tinha ido para o serviço também. Quando foi 9h, ele me ligou falando que estava sendo preso e disse que não sabia o motivo. Só pediu para eu arrumar um advogado”, contou ela.

“Me desesperei, fiquei muito surpresa, nunca imaginei que isso iria acontecer. Fui ver o que tinha acontecido e fiquei sabendo que tinha o mandado de prisão do estado do Maranhão”, relatou ela.

Lúcia Aparecida disse ainda que eles nunca passaram muito tempo afastados e que a filha do casal não estava dormindo direito, já que estava sentindo muita falta do pai.

Mais lidas
Últimas notícias