PSB retira candidatura de Luxemburgo ao Senado para lançar ex-prefeito

Nome do técnico não foi aprovado pelo diretório local, que preferiu a candidatura de Carlos Amastha em Tocantins

atualizado 05/08/2022 14:49

Vanderlei LuxemburgoEduardo Barretto/Metrópoles

Em uma reviravolta, o PSB do Tocantins removeu, nesta sexta-feira (5/8), a candidatura do ex-treinador de futebol Vanderlei Luxemburgo da disputa por uma cadeira no Senado Federal pelo estado. O nome do técnico não foi aprovado pelo diretório local.

Em seu lugar, foi aprovada a candidatura do ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha. Luxemburgo não havia comentado a reprovação de sua candidatura até a última atualização desta reportagem.

De acordo com a pesquisa RealTime Big Data, em um primeiro cenário para o Senado Federal, a professora Dorinha Rezende (União Brasil) tem 20% da preferência dos entrevistados, enquanto a já senadora Kátia Abreu (PP) conta com 13%, empatada com o ex-governador do estado Mauro Carlesse (Agir 36).

No segundo cenário, com Amastha, Kátia Abreu vai para o quarto lugar, com 12%. A professora Dorinha foi a preferida entre os entrevistados, com 19%. Amastha teve 17% e Carlesse 14%. Brancos ou nulos representaram 16%. Não souberam ou não responderam, 11%.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Mais lidas
Últimas notícias