metropoles.com

Paraná Pesquisas: Lula tem 40% das intenções de voto; Bolsonaro, 35,2%

A diferença entre os candidatos à Presidência do país na pesquisa estimulada caiu para 4,8 pontos percentuais, diz o instituto

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Fotografia de uma urna eleitoral – Metrópoles
1 de 1 Fotografia de uma urna eleitoral – Metrópoles - Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas, publicado nesta quarta-feira (4/5), aponta que a diferença nas intenções de voto entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) caiu para apenas 4,8 pontos percentuais na pesquisa estimulada. O petista tem 40% das intenções de voto; Bolsonaro, 35,2%.

Os números compreendem cenário com os seguintes candidatos: Lula (40%); Bolsonaro (35,2%); Ciro Gomes, do PDT, (7,4%); João Doria, do PSDB, (3,2%); André Janones, do Avante, (2,4%); Simone Teber, do MDB (0,7%); Luciano Bivar, do União Brasil (0,2%); e Luiz Felipe d’Avila, do Novo (0,1%).

Entre os respondentes, 7,2% disseram que votariam branco, nulo ou em nenhum dos candidatos apresentados. Outros 3,5% disseram não saber em quem votariam.

0

O estudo foi realizado em todas as unidades federativas, entre os dias 28 de abril e 3 de maio, com 2.020 pessoas. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-09280/2022. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com grau de confiança de 95%.

A diferença entre os dois líderes das pesquisas era de 7,3 pontos percentuais no levantamento anterior, publicado em abril. Na época, Lula registrou os mesmo 40% do levantamento de agora, e Bolsonaro tinha 32,7%. O presidente, pré-candidato à reeleição, 2,5 pontos percentuais e estreitou a distância para Lula.

Quem também cresceu foi Ciro Gomes, que avançou dois pontos percentuais, de 5,4% para 7,4%; João Doria, que passou de 2,3% para 3,2%; e André Janones, de 1,1% para 2,4%. Simone Tebet tinha 0,6% em abril, e registrou o,7% em maio. Luiz Felipe D’Avila manteve 0,1%.

Espontânea

Na pesquisa espontânea, quando não são oferecidos nomes de candidatos aos entrevistados, Lula (com 27,6%) e Bolsonaro (25,2%) estão tecnicamente empatados.

Entre não sabe/não respondeu (36,1%) e aqueles que optaram pelas hipóteses ninguém/branco/nulo (7,5%), a soma chega a 43,6%.

Ciro Gomes teve 2,1% das citações espontâneas; André Janones, 0,4%; Sergio Moro (União Brasil), 0,3%; e João Doria, 0,2%. Os demais pré-candidatos não foram citados.

Compartilhar notícia

Todos os direitos reservados

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?