metropoles.com

Bolsonaro em BH: “90% de cristãos, mas respeitamos todas as religiões”

Ofensiva ocorre logo após Lula iniciar sua campanha de segundo turno no estado e surpreender a oposição ao ser acompanhado por multidão

atualizado

Compartilhar notícia

Daniela Costa/Especial Metrópoles
Bolsonaro participa de evento com evangélicos em Belo Horizonte
1 de 1 Bolsonaro participa de evento com evangélicos em Belo Horizonte - Foto: Daniela Costa/Especial Metrópoles

Belo Horizonte – Com a corrida presidencial e as pesquisas apontando vantagem para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, intensificou as visitas a Minas Gerais. O objetivo é unir esforços com empresários, políticos e lideranças evangélicas para virar votos a seu favor.

Nesta quarta-feira (12/10), ele participou da inauguração da Igreja Mundial do Poder de Deus, em Belo Horizonte, ao lado do pastor Valdemiro Santiago. Um encontro que reuniu pastores e fiéis de várias localidades do país, e os gritos de fé se sobressaíram aos gritos de “mito” .

“Deus me salvou em Juiz de Fora, quando quiseram me matar”, disse o presidente, que também aproveitou pra reforçar sua oposição à ideologia de gênero e à liberação das drogas, planos que, segundo ele, concretizarão no governo do PT. Mas amenizou o discurso ao falar da liberdade de crença. “Aqui nós somos 90% de cristãos, mas respeitamos todas as religiões, bem como aqueles que não têm religião alguma”, apontou.

0

O governador Romeu Zema (Novo), por sua vez, disse que o país precisa de “um homem de Deus” na Presidência da República, e que o Brasil não pode reviver o desastre ocorrido em 2015 e 2016, na gestão petista. Após o evento, Bolsonaro seguiria para o Santuário de Aparecida do Norte, em São Paulo.

Outra visita do presidente à capital mineira está prevista para a próxima sexta-feira (14/10), quando a Associação Mineira dos Municípios (AMM) pretende entregar pauta com demandas dos municípios. Cerca de 600 prefeitos mineiros, além de deputados e vereadores, são aguardados.

A ofensiva ocorre logo após Lula iniciar sua campanha de segundo turno no estado no último domingo (09/10), também em Belo Horizonte, e surpreender a oposição ao ser acompanhado por uma multidão de apoiadores. Para alcançar a maioria de eleitores em Minas Gerais, o presidente Jair Bolsonaro precisa superar os votos conquistados por seu oponente no primeiro turno, ocasião em que recebeu 5,2 milhões (43,6%) contra 5,8 milhões (48,29%) do ex-presidente Lula.

Para isso, conta com o apoio de indecisos e de uma parcela de apoiadores de Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), que já declararam apoio ao governo petista e juntos alcançaram 810.982 votos no estado.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações