Em véspera de eleição, presidente do TSE visita Macapá (AP)

O primeiro turno está previsto para este domingo (06/12) e o segundo para o dia 20. Eleições no Amapá foram adiadas devido ao apagão

atualizado 06/12/2020 19:04

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, visitou Macapá (AP) na manhã deste sábado (05/12), véspera das eleições para prefeito e vereador na capital amapaense.

O pleito estava previsto para os dias 15 e 29 de novembro, mas foi adiado devido ao apagão de 22 dias em 13 dos 16 municípios do Amapá. Agora, o primeiro turno está previsto para este domingo (6/12) e o segundo para o dia 20 de dezembro.

Em vídeo publicado nas redes sociais do TSE, o ministro pediu que a população votasse “com consciência e tranquilidade”.

“Fizemos tudo o que era possível para ter uma eleição em datas convenientes, adequadas, que possa transcorrer com segurança, tranquilidade, fidedignidade aos votos dos eleitores”, afirmou Barroso.

Assista: 

O ministro chegou à capital amapaense por volta das 10h30 e foi recebido pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) e outras autoridades locais. Durante a manhã, Barroso visitou a 2ª Zona Eleitoral da cidade. À tarde, participou de coletiva de imprensa na sede do TRE-AP.

Barroso disse que “está tudo sob controle” e disse esperar que no fim deste domingo o resultado das eleições esteja divulgado sem nenhuma adversidade. O ministro também ressaltou que o pleito no estado foi adiado “por questões de segurança”.

“As eleições aqui foram adiadas essencialmente por um problema de segurança pública e não diretamente pela falta de eletricidade. A falta de eletricidade estava gerando um nível de inquietação social relevante, com risco de violência”, declarou.

0
Preparação

Na quinta-feira (3/12), o TRE-AP informou que uma equipe com 65 colaboradores embarcou do distrito de Bailique (veja abaixo), a fim de apoiar as eleições na capital do estado. Segundo o tribunal, serão 14 seções eleitorais, com 28 urnas, para atender 4.664 eleitores.

Últimas notícias