metropoles.com

Jornal holandês publica charge de bandeira brasileira com suástica

Intitulada “suástica nazista brasileira”, ilustração foi divulgada pelo veículo um dia após a eleição de Jair Bolsonaro

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Bas van der Schot
charge suástica nazi brasileira Bas van der schot
1 de 1 charge suástica nazi brasileira Bas van der schot - Foto: Divulgação/Bas van der Schot

O jornal de Volkskrant, com sede em Amsterdã, na Holanda, publicou charge com uma nova versão da bandeira brasileira. Com as cores verde e amarela, a ilustração traz uma suástica formada pelas populares sandálias havaianas. O título da imagem, publicada um dia após a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República, é “suástica nazista brasileira” e de autoria do cartunista neerlandês Bas van der Schot

Fundado em 1919, o jornal de Volkskrant é um dos mais tradicionais dos Países Baixos, ao lado do De Telegraaf e do Algemeen Dagblad. O cartunista, por sua vez, coleciona ilustrações em tom crítico à política mundial, principalmente ao presidente norte-americano Donald Trump.

Veja algumas das ilustrações de Bas van der Schot

0

Repercussão mundial
A vitória do candidato do PSL repercutiu ao redor do mundo. A chegada de Bolsonaro ao poder é apontada como “mudança radical” por boa parte da mídia internacional. O jornal americano The New York Times chama o presidente eleito de “populista de extrema direita” e afirma que o resultado das eleições brasileiras representa “a mudança política mais radical do país desde a restauração da democracia há mais 30 anos”.

No francês Le Monde, o pleito foi manchete com o título: “Eleição do Brasil: candidato de extrema direita Jair Bolsonaro eleito presidente”. O jornal diz ainda que Jair Bolsonaro é um “militar da reserva, certas vezes rude, certas vezes racista e homofóbico, incorpora o candidato ‘anti-sistema’. Ele é apelidado de “Trump of the Tropics”.

O inglês The Guardian disse que “Brasil agora tem o mais extremista dos presidentes de qualquer país democrático no mundo”, enquanto o espanhol El País classifica o futuro novo ocupante do Palácio do Planalto como “ultradireitista”.

Além da mídia internacional, líderes de diversos países comentaram a eleição do ex-capitão do Exército Brasileiro. O presidente norte-americano, Donald Trump, disse que teve uma ótima conversa com o recém-eleito líder do Brasil. O chefe de estado russo Vladimir Putin, por sua vez, expressou confiança na “promoção de todo o complexo de laços russo-brasileiros”.

Já o comissário europeu de Assuntos Econômicos, o francês Pierre Moscovici, avaliou que o triunfo do militar da reserva se deve a uma espécie de “cansaço democrático”, o qual vinculou com as sequelas da crise, da qual se aproveitou o próximo presidente do Brasil.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações