metropoles.com

Conecte SUS continua fora do ar pelo 13º dia depois de invasão hacker

Aplicativo do Ministério da Saúde seria retomado nesta quinta-feira (23/12). Sistema fornece certificado de vacinação contra a Covid-19

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
ConecteSUS e página do Ministério da Saúde são alvo de hackers
1 de 1 ConecteSUS e página do Ministério da Saúde são alvo de hackers - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde, completou 13 dias fora do ar nesta quinta-feira (23/12), após ser alvo de um ataque hacker. De acordo com integrantes da pasta, as funcionalidades do aplicativo devem retornar aos poucos.

Alguns usuários conseguem fazer login, mas o certificado digital de imunização contra a Covid-19 continua indisponível. A previsão do Ministério era de restabelecer o Conecte SUS nesta quinta.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou nesta semana que preferia não “cravar uma data” para a retomada do sistema, mas disse que a área técnica esperava restabelecer a plataforma até essa quarta-feira (22/12), previsão que foi alterada.

O Conecte SUS reúne informações sobre a vacinação contra Covid-19. Pela plataforma, é possível emitir o Certificado Internacional de Vacinação em três idiomas, documento necessário para entrar em países que exigem passaporte sanitário.

Sistema de notificações

Onze dias depois do ataque hacker aos sistemas do Ministério da Saúde, a pasta confirmou na terça-feira (21/12) o restabelecimento do e-SUS Notifica. A plataforma é utilizada para registro de casos e óbitos.

Ao Metrópoles, o Ministério da Saúde confirmou os sistemas afetados pelo ataque e o andamento da retomada de cada serviço. Veja nota:

“O Ministério da Saúde informa que o Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), o sistema de registro E-SUS Notifica e o Sistema de Regulação (Sisreg) foram restabelecidos.

A Pasta ressalta que está trabalhando para retornar os sistemas Conecte SUS, e- SUS Notifica, SI-PNI, Localiza SUS e OpenDatasus com a maior brevidade possível”.

Diferentes estados tiveram problemas em apresentar dados da pandemia ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), após a invasão. Isso sinaliza que a média móvel de mortes no Brasil aumentará nos próximos dias, quando as informações forem atualizadas sem represamento.

Ataque hacker

A rede ficou inativa após o Ministério da Saúde sofrer dois ataques hackers. O primeiro ocorreu no dia 10 de dezembro. Segundo Queiroga, atingiu a rede da Embratel, empresa ligada à instituição que administra sistemas do governo federal.

Em nota oficial, o órgão informou que uma série de sistemas foi afetada: e-SUS Notifica (sistema de notificação de casos de Covid), Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), Conecte SUS e funcionalidades, como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, que estão indisponíveis no momento.

Em nota enviada ao Metrópoles, a Embratel esclareceu que está apoiando o Ministério da Saúde no tratamento dos danos causados pelo crime cibernético.

“Destacamos que a Embratel não é responsável pela gestão operacional do ambiente tecnológico do Ministério da Saúde sendo somente o broker de Cloud, provida por outro fornecedor. Estamos apoiando o Ministério no tratamento do incidente e a ocorrência está sendo analisada por nossa equipe, que segue também apoiando as autoridades nas investigações e prestando todo o suporte técnico necessário”, diz a nota.

O segundo ataque ocorreu na madrugada do dia 13 de dezembro, quando hackers invadiram a rede interna do ministério. O sistema de telefone e a intranet ficaram inativos, e diversos servidores precisaram trabalhar em regime de home office.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações