Casos de Covid-19 chegam a 345 na Polícia Federal. Nove agentes morreram

Os casos, contabilizados pelos sindicatos estaduais, foram divulgados nesta quarta-feira pela Federação Nacional dos Policiais Federais

atualizado 02/09/2020 13:09

Hugo Barreto/Metrópoles

Um levantamento inédito mostra que ao menos 345 agentes da Polícia Federal testaram positivo para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Nove morreram por complicações da doença.

Os casos, contabilizados pelos sindicatos estaduais, foram divulgados nesta quarta-feira (2/9) pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef).

Pelo país, o estado do Rio de Janeiro é o que registra maior número de casos de Covid-19. São 46 confirmados. No Pará, foram 43 testes positivos e três mortos pela doença.

Em São Paulo, foram 42 servidores infectados, dos quais dois morreram. O Distrito Federal também tem 42 contaminados, mas nenhuma morte. Outros 195 casos estão em investigação.

Mato Grosso não divulgou dados. O balanço aponta que somente duas unidades da Federação não registraram casos: Acre e Alagoas. Mortes ocorreram em seis estados.

Em março, a Fenapef editou portaria estabelecendo protocolo uniforme de ações de enfrentamento à pandemia. “O texto pede que os representantes da categoria nos estados estejam atentos a pontos como o fornecimento de equipamentos de proteção individual e banco de dados, suspeitas de contaminação e número de policiais federais da ativa, aposentados e pensionistas infectados”, informa a entidade.

Entre as medidas de controle da doença está o fornecimento constante de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como luvas, máscaras, álcool em gel e capotes, se for o caso, para os servidores que trabalham diretamente com o público externo.

Teletrabalho

A direção geral da PF e o Ministério da Justiça e Segurança Pública instituíram o teletrabalho para policiais que pertençam a algum grupo considerado de risco (ter mais de 60 anos ou que seja portador de doença crônica ou qualquer outra que afete a imunidade).

Durante a pandemia, as operações policiais só podem acontecer depois de analisadas as condições de urgência e necessidade. Caso sejam inadiáveis, as equipes devem estar totalmente equipadas com material de proteção contra o contágio pelo vírus.

Últimas notícias