*

O alerta de uma fotógrafa sobre a presença de pedófilos em festinhas infantis em Belo Horizonte está dando o que falar na internet. A mulher, de 26 anos, foi contratada para fotografar um aniversário e publicou o desabafo no Facebook na última segunda-feira (26/9).

No texto, ela conta que uma convidada brincava na cama elástica e mostrava um pedaço da calcinha quando pulava. Enquanto isso, um homem olhava fixamente para a criança. Ela se aproximou e perguntou se ele era pai da menina, mas ele respondeu rispidamente que não e se afastou. Nenhuma mãe e nem mesmo a dona da festa reconheceram o homem pela descrição, que não foi mais visto por ali.

“Os pedófilos estão no meio de pessoas de bem. Vamos proteger nossas crianças, evitando situações como essa. Está super na moda as mamães contratarem cama elástica e piscina de bolinha para as festas e toda criança normal vai querer se divertir. Então, evite colocar saias e vestidos em suas filhas, por mais lindas que elas fiquem”, escreveu.

O texto diviiu opiniões entre os internautas. Muitos acharam injusto culpar a roupa da criança pelo ocorrido.

“Como sempre, desde sempre, as mulheres é que têm que mudar por causa da falta de vergonha e respeito de muitos homens”, escreveu uma pessoa. “Não acho que uma roupinha seja o tal motivo. O problema é com os pais que se distraem com qualquer coisa. Eu, como pai, corro atrás para saber o que se passa”, pronunciou-se outro.

Confira o relato completo da fotógrafa publicado no Facebook:

“Alguns meses atrás, fui fotografar uma festa de aniversário infantil e algo me deixou muito chocada. Havia uma menininha linda, pulando na cama elástica de vestido, na maior inocência do mundo (óbvio, era uma criança). Ao pular, aparecia parte da lingerie e, quando ela caia sentada, aparecia muito mais. De repente, ao olhar para o lado, vi um homem que não tirava os olhos da menininha. Era um olhar diferente, que me arrepiou. Aquilo começou a me incomodar, cheguei nele e perguntei se ele era o pai da criança (eu já sabia que não), mas perguntei como uma forma de intimidá-lo. Perguntei assim: ‘Estou vendo que o senhor não tira os olhos dela. É sua filha?’ Ele respondeu rispidamente que não e saiu. Chamei a menininha e disse assim: ‘Me leve até a sua mamãe, vamos tirar uma foto lá com ela (despistei)’. Ela desceu da cama elástica e me levou ate a mãe dela. Chegando na mãe dela, puxei um assunto que não me lembro qual, até que resolvi falar, apesar do medo enorme daquilo dar uma confusão e acabar com a festinha. Eu falei. A mãe, assim como eu, ficou chocada e me pediu que mostrasse quem era o homem. Rodamos a festa inteira e não o encontramos mais. Mamães, isso é muito sério e tem acontecido com mais frequência do que podemos imaginar. Os pedófilos estão no meio de pessoas de bem. Vamos proteger nossas crianças, evitando situações como essa. Está super na moda as mamães contratarem cama elástica e piscina de bolinha para as festas e toda criança normal vai querer se divertir. Então, evite colocar saias e vestidos em suas filhas, por mais lindas que elas fiquem. Permita que elas brinquem a vontade e com segurança. Fica, aqui, o meu alerta aos pais”.



COMENTE

 
pedofiliasexo