*
 

As autoridades da Turquia estão em busca do responsável por um tiroteio em uma casa noturna lotada em Istambul durante as comemorações de Ano Novo na madrugada deste domingo (1º/1), matando ao menos 39 pessoas e ferindo cerca de outras 70, no que as autoridades afirmaram se tratar de um ataque terrorista.

O terrorista, que se disfarçou com uma roupa de Papai Noel, carregava uma arma de cano longo e matou um policial e um civil na parte externa da popular casa noturna de Istambul, Reina, em volta da 1h15 da madrugada. Ele então entrou no local e começou a atirar nos clientes do local, de acordo com governador Vasip Sahin, que não informou que pode ter sido o responsável pelo ataque.

O ministro do Interior, Suleyman Soylu, afirmou que o responsável ainda não foi identificado e está à solta. “Nossas forças de segurança iniciaram as operações necessárias”, disse.

Pelo menos 15 dos mortos são estrangeiros, disse Soylu, mas não deu informações sobre suas nacionalidades. Entre as demais vítimas, cinco foram identificadas como de nacionalidade turca, enquanto as outras ainda não foram identificadas. Ao menos 69 pessoas estão sendo tratadas em hospitais, quatro em condições críticas, informou o ministro. Cerca de 600 pessoas participavam da festa na casa noturna.

O canal de televisão turco NTV News reportou que o responsável entrou na casa noturna, que fica às margens do Bósforo e é frequentado por diversos artistas e considerado um local de luxo, vestido de Papai Noel. Segundo o ministro, o homem provavelmente saiu do local com uma roupa diferente e que deve ter realizado o ataque sozinho.

 

 

COMENTE

turquiaano-novoistambulataque terrorista em istambul
comunicar erro à redação