*
 

O porta-voz do presidente eleito dos Estados Unidos, Sean Spicer, questionou a utilidade das sanções impostas por Barack Obama à Rússia por suposta ação de hackers, sugerindo que a Casa Branca tenta limitar as opções políticas do novo presidente.

Spicer será o próximo secretário para imprensa e disse, em entrevista ao canal norte-americano ABC, que Trump sentará com a inteligência norte-americana nesta semana para receber um posicionamento formal das atividades de hackers. Ele disse que Obama pode ter exagerado nesta semana ao expulsar 35 funcionários do governo russo de cargos diplomáticos dos Estados Unidos e impor sanções. “Uma das perguntas é o motivo da magnitude disso?”, disse Spicer.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos confirmou neste domingo (1º/1) que Obama ordenou que 35 diplomatas russos se retirassem do país. Spicer lembrou que Obama não tomou ações tão agressivas contra a China, quando a Casa Branca acusou, em 2015, o país de ataques cibernéticos. Segundo ele, as ações de Obama podem ter sido mais focadas em afetar a política de Trump. “Há uma pergunta sobre se houve uma retribuição política aqui contra uma resposta diplomática”.

Trump fez campanha para estabelecer um novo relacionamento com o presidente Vladimir Putin e encontrar maneiras de cooperar com os desafios do país em segurança, principalmente no combate ao grupo terrorista Estado Islâmico.

 

 

COMENTE

rússiaObamaTrump
comunicar erro à redação