*
 

Ruy (Fiuk) tenta a todo custo se livrar da cilada em que se meteu ao levar Ritinha (Isis Valverde) de Parazinho para o Rio de Janeiro. Desesperado por saber que a moça espera um filho, o rapaz acusa a mulher por não ter se prevenido, mas ela rebate: “Ficou me chamando, mandando bilhete”.

A protagonista relembra a ruína no qual se encontrava o seu casamento quando se envolveu com Ruy. “Meu noivo atrás de mim querendo dar tiro, toda lascada do jeito que eu tava. E tu falando que ia achar uma saída! Pois acha! Dá teus pinotes!”

Sem titubear, o bon vivant sugere: “Tem uma saída sim, te levo num médico. A gente é muito novo para ter filho, Ritinha. Um filho agora só vai atrapalhar a vida da gente”. Ritinha o interrompe. “Pois é, mas ele veio. Fazer o quê?”, indaga a moça, quando ele propõe: “Tira! Faz um aborto”.

A sugestão de Ruy revolta Ritinha. “Eita, menino. Faço isso não! Tá doido, é? Égua! Fala isso nem de brincadeira!”, esbraveja. Na sequência, o rapaz corta o barato da mulher, que, por estar deslumbrada com a vida no Rio, desistiu de voltar para Parazinho. “O que é que você quer? Ferrar com a minha vida? Não quer tirar, não tira. Mas não vai achando que eu vou assumir não, porque não vou! E aqui você também não fica.”

 

 

COMENTE

a força do querer
comunicar erro à redação