*
 

São Paulo (SP) — A Comic Con Experience, o maior evento de cultura pop do mundo, que vai até domingo (4/11), trouxe já no primeiro dia um dos painéis mais concorridos, o do seriado Game of Thrones. A grande estrela foi a atriz Natalie Dormer, que interpretou Margaery Tyrell, que morreu no fim da última temporada.

Natalie diz que foi triste sair, pois Game of Thrones tinha se tornado uma família. “Eu assisti a primeira temporada e era fã, como vocês. Até que meu agente ligou e disse que estavam fazendo audições, fiquei muito nervosa”, lembrou a atriz. Segundo Natalie, esse foi o personagem mais longo que ela interpretou na carreira.

A atriz ainda soltou um pequeno spoiler, lembrando que a família Tyrell é a segunda mais rica. Além disso, revelou os desejos dela para a série: ver a Cersei morrer. “Estou como vocês agora, apenas uma fã, assistindo sem ter a menor idéia do que vai acontecer”, disse. Natalie ainda disse que sente muita falta de Jack Gleeson, que fez Joffrey Baratheon.

Natalie está adorando a visita ao Brasil, principalmente a comida, e não imaginava que tinha tantos fãs por aqui. “Não importa de qual país você é, nossos corações estão em Westeros”, afirmou a atriz.

Felipe Menezes/Metrópoles

Efeitos especiais
Quem também fez parte do painel foi Sven Martin, supervisor de Efeitos Especiais da série. Além de Game of Thrones, Sven fez participações em Homem-Aranha, Jogos Vorazes e Homem de Ferro. O técnico falou especialmente dos dragões do seriado.

Sven revelou que para ter uma referência da anatomia para compor o dragão, ele comprou uma galinha. “No começo, estavam todos tímidos, principalmente, os designers, mas, depois, brincaram e acabaram se divertindo muito”, comentou.

Segundo Sven, o tamanho dos dragões aumenta a cada temporada, com mais elementos para a composição e o movimento, deixando tempo maior para criar durante o ano. Em 2015, o tempo para finalizar um dragão antes de animá-lo foi de quatro meses. “Quando Drogon volta para Daenerys, queríamos colocar expressões nele, já que estava voltando para a mãe após abandoná-la. Isso foi muito emotivo e muito difícil.”

 




 

COMENTE

Comic Con Experience
comunicar erro à redação