*
 

Nos anos 2000, meninos e meninas com longas franjas e roupas pretas dominavam as ruas de Brasília. Eram os emos. 17 anos depois, muitos deles estão crescidos e ansiosos para ver, pela primeira vez, um show da banda Evanescence na cidade, em 20 de abril. O Metrópoles bateu um papo com a vocalista Amy Lee sobre o que esperar da apresentação.

Depois de uma pausa em 2012, o grupo promete energia e novidades no curto prazo.  “Estamos inspirados a produzir novas coisas. Se virá um novo disco no futuro? A resposta só pode ser sim. Estamos confortáveis, os anos que tivemos de pausa foram importantes na vida de cada um dos integrantes, e agora voltamos com toda a força”, conta Amy Lee.

No repertório do show em Brasília, é possível que algumas dessas novidades apareçam. Mas é no clima saudosista que os fãs se apoiam. A expectativa é ouvir as canções que embalaram várias “bads” da adolescência, como “Going Under”, “Bring Me To Life” e “My Immortal”.

O último disco da banda foi lançado em 2011 (“Evanescence”). Mesmo com tanto tempo sem novidades, Amy agradece o carinos apoio dos fãs e admiradores brasileiros, que, segundo ela, apoiaram cada um dos integrantes mesmo durante o tempo fora dos holofotes.

O fã brasileiro tem essa característica curiosa, que eu não consigo entender, mas gosto muito. Eles continuam nos apoiando, procurando saber como estamos, mandando mensagens e dizendo que nos amam. Mesmo quando eu estava longe do cenário musical, ainda assim, eles não perderam a paixão pelo meu trabalho."
Amy Lee

O Evanescence desembarca na capital com nova formação. A guitarrista alemã Jen Majura assume o lugar deixado por Terry Balsamo. “Ela faz o trabalho da banda ficar mais leve. Interage conosco de um jeito muito natural e, claro, é uma excelente musicista”, garante Lee.

Som infantil
Um outro projeto de Amy Lee muito comentado foi o CD infantil que a cantora lançou em setembro de 2016, intitulado “Dream Too Much”. Diferente do visual dark e gótico pelo qual é reconhecida, ela aparece cercada de bolinhas, unicórnios e coisas coloridas.

“Meu filho Jack, que está com dois anos, foi a minha maior inspiração. Tudo fluiu naturalmente. Como mãe, vivi imersa nesse universo de brincadeiras e enquanto eu brincava com ele as músicas vinham surgido aleatoriamente, sem compromisso”, revela.

Evanescence
Em 20 de abril de 2017, às 22h, no Net Live Brasília (SHTN, Trecho 2, Conjunto 5, Lote A). Ingressos a R$9 0 (pista), R$ 170 (pista premium) e R$ 250 (camarote). Não recomendado para menores de 16 anos. Informações: (61) 3306-2030.

 

 

COMENTE

EvanescenceAmy Lee
comunicar erro à redação