*
 

Apreendido durante a primeira fase da Operação Drácon, em 23 de agosto, o celular do deputado Cristiano Araújo (PSD) não contém apenas o detalhamento da planilha da propina. Além do conteúdo bombástico, o distrital, que é conhecido por sua jovialidade, guardava em seu aparelho diversos vídeos curiosos e até mesmo divertidos.

O Metrópoles teve acesso aos conteúdos. Nos vídeos, Cristiano aparece cantando, imitando personagens, como o Chaves e Bill Clinton, e armazena séries de TV favoritas, como “House of Cards”. Curiosamente, a série conta a ascensão do deputado Frank Underwood, que não mede esforços para chegar à presidência dos Estados Unidos.

Em uma das performances, Cristiano canta Bad Boys do mítico grupo Inner Circle. A letra diz, em tradução livre, “Garotos maus, garotos maus/ O que você vai fazer, o que você vai fazer/ Quando eles vierem?”

Em outro vídeo, Cristiano dubla a voz do ex-presidente do Estados Unidos Bill Clinton, no episódio em que ele nega ter tido relacionamento com a ex-estagiária Mônica Lewinsky. “I did not have sexual relations whit that woman” – Eu nunca tive relação sexual com aquela mulher”.

Ele imita também o Chaves, personagem que povoa ainda o imaginário de crianças e adultos. “Tá bom, mas não se irrite.”

O deputado tem seus momentos de fé. Nas páginas pesquisadas no Google, a preferência de Cristiano está em buscar pelo Salmo 70, cujo conteúdo é: “Apressa-te, ó Deus, em me livrar; SENHOR, apressa-te em ajudar-me. (…) Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te por mim, ó Deus. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; Senhor, não te detenhas”.

Operação Drácon
Nesta segunda-feira (21/11), Cristiano Araújo, a presidente afastada da Câmara Legislativa Celina Leão (PPS) e os membros da Mesa Diretora Raimundo Ribeiro (PPS), Julio Cesar (PRB) e Bispo Renato Andrade (PR) foram denunciados pelo MPDFT à Justiça por corrupção passiva. Eles são suspeitos de pedir propina a empresários da saúde em troca de liberação de emendas. Todos negam as acusações.

A reportagem procurou o deputado distrital Cristiano Araújo, mas, por meio da sua assessoria de imprensa, o parlamentar disse que não vai se manifestar sobre o conteúdo dos vídeos encontrados em seu celular.

 

 

COMENTE

Cristiano Araújooperação drácon
comunicar erro à redação