*
 

Morreu na manhã desta terça-feira (29/11), aos 69 anos, o arquiteto Ariomar da Luz Nogueira, um dos mais conhecidos do Distrito Federal. O artista tem mais de 22 obras espalhadas pelo Gama e ficou conhecido na capital por sua criação mais expressiva: o Monumento do Periquito, no balão central da cidade.

Nascido em Babaçulândia (TO), Ariomar veio para o DF em 1963. Morador do Gama, o maior feito do artista foi emprestar seu poder de transformação ao local onde habitava. Assim, da  residência ao ateliê, a cidade que adotou como sua tem sua poesia registrada em forma de monumentos.

De acordo com a sobrinha do artista, Renata Nogueira, 37 anos, o tio era um grande homem que sempre batalhou pela cidade. Ele lutava contra um câncer no intestino há alguns anos e seria internado na manhã desta terça, quando passou mal em casa e não resistiu. “Ele estava muito debilitado e com dificuldade para se alimentar. Estamos todos muito tristes. Meu tio era o mais velho da família e representava muito para todos. Uma perda irreparável”, disse.

Ariomar deixa a esposa, três filhos e cinco netos. O velório do arquiteto ocorre na tarde desta terça, na Loja Maçônica do Setor Oeste do Gama, a partir das 17h. Logo após, o corpo será levado para o crematório Jardim Metropolitano, de Valparaíso (GO).

“Queremos que ele seja lembrado pela felicidade que tinha em levar a vida de maneira leve. O tio Ariomar era um brigão pelas causas justas. Um guerreiro que vai deixar muita saudade”, declarou Renata.

Confira algumas das obras de Ariomar:

 

 

COMENTE

arquitetosAriomar da Luz NogueiraArquiteto
comunicar erro à redação