*
 

O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, confirmou a chegada da Força Nacional nos estados do Amazonas e Roraima nesta terça-feira (10/1) . Cerca de 200 agentes de segurança foram enviados para reforçar a atenção nos presídios.

A decisão de Moraes é decorrente da solicitação formal dos governadores dos estados após uma série de massacres que mataram quase 100 presos na semana passada. Serão 100 homens para o estado do Amazonas e mais 100 para Roraima.

De acordo com o ministro, o reforço não irá substituir o trabalho dos agentes penitenciários, mas complementar a segurança. Moraes afirmou que a Força Nacional irá atuar nas imediações das cadeias. Além dessa iniciativa, foi autorizado o uso de parte do orçamento dos estados para expansão do número de vagas nas penitenciárias.

Manaus
A primeira aeronave modelo C-99 trazendo a Força Nacional desembarcou no Aeroporto de Ponta Pelada, no bairro Crespo, na zona sul de Manaus, por volta das 4h55 desta terça-feira(10/1), com 29 pessoas a bordo. Uma segunda aeronave modelo Hércules chegaria ainda pela manhã, com mais 71 homens. Ao todo, cem pessoas foram destacadas para compor a equipe que reforçará a segurança no estado.

A medida faz parte do auxílio do governo federal a sete Estados que pediram ajuda para reforçar a segurança do sistema penitenciário local. Além do Amazonas e Roraima, também solicitaram ajuda Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazona (SSP-AM), a ideia principal é que o efetivo dê reforço na segurança do entorno das prisões, podendo dar apoio às barreiras, ajudar na recaptura de fugitivos, escolta e guarda de presos que eventualmente precisem se deslocar para algum tribunal, por exemplo.

 

 

COMENTE

amazonasRoraimaforça nacionalMinistro JustiçaPenitenciárias
comunicar erro à redação