*
 

O corpo carbonizado, que foi encontrado dentro de um carro no Rio de Janeiro, no fim do ano passado, é mesmo do embaixador grego Kyriakos Amiridis, de 59 anos. O delegado responsável pelo caso, Evaristo Magalhães, afirmou, nesta sexta-feira (6/1), que o exame de DNA deu positivo.

“Ainda não tenho o laudo em mãos, mas o perito já me adiantou que o corpo é do embaixador. Pela polícia, o corpo já pode ser liberado hoje, mas quando ele será transladado para seu país é uma questão burocrática da embaixada. Nós não sabemos”, disse Magalhães ao jornal O Globo.

As investigações apontam que o crime foi planejado pela esposa do embaixador, Françoise de Souza Oliveira, o policial militar, Sérgio Gomes Moreira Filho, e o seu primo Eduardo Tedeschi. A mulher mantinha um relacionamento com o policial.

 

 

 

COMENTE

DNA#EmbaixadorGrego
comunicar erro à redação