Britney é o que há de melhor na trama de A Dona do Pedaço

A personagem vivida pela atriz Glamour Garcia está roubando a cena na novela com talento e carisma

Divulgação/TV Globo

atualizado 30/08/2019 17:05

No capítulo do dia 22 de agosto de A Dona do Pedaço, Britney, uma moça trans, contou para seu enamorado, Abel, que ela nasceu menino. O rapaz ficou chocado e a cena foi tão difícil que a Globo mandou regravar para limpar qualquer conteúdo passível de transfobia.

Britney é a nova mocinha romântica das novelas de Walcyr Carrasco, da mesma linhagem de Mafalda e o Cegonho, em Êta Mundo Bom, ou da Mirna, em Alma Gêmea. São aquelas meninas que sonham com o príncipe encantado e, nas histórias, vivem amores ingênuos com problemas quase intransponíveis. A personagem da atual novela das 21h tinha um “segredo” que a impedia de viver plenamente seu amor pelo confeiteiro português: o fato de ser uma mulher trans.

A influência da Globo na regravação da cena se deu por causa das ofensas do rapaz para ela – ele a chamava de “aberração” – e pela menção ao pênis de Britney, que ela se referiria como “dito cujo”. Realmente, não faz qualquer sentido em debater se ainda há ou não um pênis ali, isso não serviria para instruir o público, apenas para gerar polêmica e incitar a perversa fetichização do corpo trans. E sobre o xingamento, ele se limitou a chamá-la de “alienígena” e deixou claro que, o que realmente o magoa, é o fato de ela não ter contado antes.

0

Entretanto, em seguida, Britney chega chorando à sua casa e encontra todos os familiares sentados na sala, os parentes são quase uma filial da família do filme Feios, Sujos e Malvados, de Ettore Scola. Pois essa família aparentemente bastante disfuncional recebe e consola a jovem, dizendo que “se o português a ama de verdade, ele vai entender a situação”. Um chavão sempre usado para ajudar mocinhas românticas das novelas. Ponto superpositivo.

LGBTs, sobretudo trans, já foram várias coisas na ficção televisiva. Com uma imagem geralmente relacionada à marginalidade, essa figura vem mudando recentemente. Ivan, em A Força do Querer, trouxe o drama real da transição. Marcos Paulo, em o Sétimo Guardião, era uma profissional gabaritada, amiga da grande vilã, que protagonizou cenas memoráveis na novela. Agora Britney é a mocinha romântica da novela, que vai sofrer pelo seu português até o último capítulo, quando finalmente casará vestida de noiva (podem apostar!).

O mundo criativo de Carrasco é sem limites, para o bem e para o mal. Então destaco aqui algumas bolas dentro que ele deu. O Seu Zé Maria de Xica da Silva, um homem refinado e sensível, chegou a ser ameaçado de morte pela Inquisição por suas maneiras delicadas, terminou casado com seu escravo e sua esposa, que tinha filhos brancos e pretos. Bernadete, papel de Kayky Brito em Chocolate com Pimenta, um menino criado como menina inspirado em um famoso conto brasileiro. E finalmente, claro, o inesquecível Félix de Amor à Vida, que começou como o terrível vilão, conquistou o público e atingiu status de protagonista, realizando o primeiro beijo gay da televisão brasileira.

Glamour Garcia, a atriz que interpreta Britney, é uma graça. Ela tem todo o carisma que a mocinha romântica de uma novela precisa. E Glamour não apareceu do nada, já é uma artista com carreira sólida. Assim, enquanto a Maria da Paz está lá brigando com a filha dela, eu fico vendo a novela, só esperando a hora que Britney vai dar uma tortada na cara do português para ele aprender que trans não é bagunça.

Últimas notícias