Violinista apoiada por Luciano Huck atinge 500 mil seguidores no Instagram

A brasileira precisava deste número para poder gravar uma música com artista australiano

atualizado 31/07/2020 1:10

@annamurakawa.violin/Instagram/Reprodução

A violonista Anna Murakawa, de 29 anos, conseguiu bater a meta de 500 mil seguidores nas redes sociais nesse final de semana. O público possibilitará que Anna grave uma música com um artista australiano. O fato pode ajudar a comprovar ao governo da Austrália que a brasileira tem carreira internacional e merece o visto de “talento distinto” (Distinguished Talent Visa, em inglês).

A “saga” de Anna começou no ano passado, quando estava prestes a terminar o doutorado de música na Universidade de Sidney, região em que reside há quatro anos. A violinista tem vasto portfólio de apresentações pelo mundo e já tocou com personalidades famosas, além de ter experiência como professora. No entanto, o currículo de Anna não foi considerado bom o suficiente para as autoridades australianas, e o visto foi negado.

A violinista tinha até esta segunda-feira (27/7) para encaminhar o pedido de apelação. Se a tentativa for negada, ela terá mais sete dias para sair da Austrália e retornar ao Brasil ou se dirigir a outro país. Em caso positivo, o processo seguirá e Anna continuará a luta pelo visto permanente como talento distinto, enquanto reside no país com o Brinding Visa (do inglês, visto ponte).

Esse visto dá a brasileira o direito de aguardar a audiência em Sydney. Anna também pode continuar produzindo e aumentando o portfólio, que só será avaliado daqui uns meses, provavelmente. “É um processo longo e com muitas etapas. Estamos na primeira delas”, explicou a violinista no Instagram.

0

 

“Talento distinto”

De acordo com o Consulado-geral do Brasil em Sydney, o enredo quase cinematográfico de Anna para conseguir o visto de talento distinto é real. Ao Metrópoles, o órgão reiterou que “confirma a veracidade do caso, bem como o fato de que o crescimento de seus seguidores nas redes sociais favorece o pleito da artista brasileira no sentido de comprovar o reconhecimento de sua excelência, critério confirmado por decisão legal tomada em casos antecedentes”.

O visto permite que pessoas que se destaquem em sua profissão, nas artes, na pesquisa ou em esportes morem permanentemente na Austrália. De acordo com informações do site do governo australiano, para conseguir o documento, é preciso estar apto a uma série de requisitos. Entre eles, “ter um registro reconhecido internacionalmente de conquistas excepcionais e extraordinárias” e provar excelência com o trabalho.

História

A violinista é natural de Osasco, em São Paulo, e conheceu a música por meio do Projeto Guri, programa de educação musical gratuito, aos 13 anos. A paixão com o violino foi imediata e fez com que Anna decidisse se tornar musicista.

Embora ainda não tenha sido reconhecida como artista pelo governo australiano, o currículo de Anna mostra o contrário. A brasileira já tocou junto a estrelas da música pop e clássica, como Eminem, Michael Bublé, Hanson e até para o Papa Bento XVI.

View this post on Instagram

Primeira batalha ✅ Mais uma vez, eu não tenho palavras para agradecer vocês!!! Estou enviando agora toda a documentação e o portfólio revisado para a advogada e a parceria com artista Australiano vai sair (com um pouco de pressão, mas vai 😅)! Amanhã espero voltar com as boas notícias de que o processo foi aceito e de que eu vou estar num novo bridging visa (visto ponte). Esse visto me dá o direito de aguardar a audiência na corte aqui de Sydney. Agora é continuarmos orando pra que essa audiência seja agendada o mais rápido possível e nesse meio tempo eu vou dar o meu melhor para crescer esse portfólio ainda mais até o dia que eu ficar cara a cara com o juiz. Depois desse processo eles vão decidir se me dão ou não o visto de Resistência Permanente. 🙌🙏 Tudo isso só é possível graças a Deus e a vocês! MUITO OBRIGADA! Ps. Bolo lindo presente das minhas amigas @lianepeixoto e @bytalitameira! Obrigada meninas! ❤️

A post shared by Anna Murakawa, PhD | Violin (@annamurakawa.violin) on

Últimas notícias