Ácido hialurônico é o novo colágeno. Entenda o boom do ativo e como usá-lo

Substância é essencial para o bom funcionamento da pele, sendo a nova "menina dos olhos" da indústria de skincare

atualizado 09/10/2020 20:09

beleza produtosAnna Efetova/Getty Images

Pegue o dermocosmético mais próximo. Leia seu rótulo. Muito provavelmente, na lista de componentes do produto, você encontrará ácido hialurônico, o novo “xodó” da indústria de skincare.

O ativo é muito conhecido por aumentar o volume dos lábios e atenuar linhas de expressão, através daquelas famosas (e temidas!) agulhadas do preenchimento facial. Porém, de uns três anos para cá, ele também está invadido as prateleiras de farmácias e lojas de beleza de todo o mundo, sendo a estrela dos maiores lançamentos do mercado, entre eles, cremes, séruns e até maquiagens, como bases, corretivos e batons.

Buscando entender todo esse boom, o Metrópoles escalou a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Distrito Federal (SBD-DF), Cristina Salaro, e a esteticista e cosmetóloga Thaís Mugani.

Além de responderem dúvidas sobre o componente, as especialistas indicaram maneiras de incorporá-lo à rotina.

O que torna o ácido hialurônico tão especial?

“Essencial para o bom funcionamento da pele, o ácido hialurônico está diretamente ligado ao grau de hidratação cutânea e é produzido naturalmente pelo nosso organismo”, elucida Cristina. Segundo a profissional, com o avanço da idade, no entanto, o corpo desacelera a fabricação desse ativo, assim como faz com a produção de colágeno.

“Por isso, é interessante a reposição por meio de suplementos via oral, dermocosméticos ou injeções em consultório médico”, afirma a dermatologista.

0
Quando começar a usá-lo?

“Como ajuda a sustentar, hidratar, prevenir e tratar as linhas de expressão da pele, o ácido hialurônico deve começar a ser usado a partir dos 23 anos, idade em que a cútis começa a envelhecer”, revela Thaís.

A esteticista e cosmetóloga explica que, aos 20 e poucos anos, o ideal é escolher um hidratante com o ativo na composição. “Para pessoas um pouco mais velhas, o recomendado é apostar em um sérum. Agora, para quem já tem rugas, a orientação é partir para a injeção, que tem efeito imediato, seja para amenizar rugas, seja para preencher lábios e olheiras”, detalha.

A profissional ainda alerta para o fato de que um dermocosmético com ácido hialurônico pode dar acne se não for específico para o tipo de pele do paciente. “Por exemplo, quem tem pele oleosa e é mais jovem deve usar, sempre, hidratante de toque seco”.

Batons com ácido hialurônico trazem quais benefícios à boca?

No mercado, entre bases e corretivos, podem ser encontrados também batons e lip tints com o componente na composição.

Thaís explica que “produtos para essa região que contêm o ativo prometem, além de hidratar, realçar temporariamente o volume dos lábios.”

Há alguma contraindicação?

Em suma, o ácido não deve ser aplicado em regiões com alergias ou doenças de pele, mas vale sempre procurar um especialista antes de adicionar qualquer etapa na rotina de skincare.

Galeria de produtos

Confira uma seleção de produtos com ácido hialurônico para dar um “up” na pele e nos lábios. Os produtos podem ser comprados on-line, por meio de um link na galeria.

0

Últimas notícias