Homem pula de ponte, quica em leão-marinho e abre ONG antissuicídio

Americano, salvo pelo animal, agora dá palestras e ajuda pessoas a enfrentar a depressão

atualizado 06/05/2021 18:36

Kevin HinesReprodução

Um homem decidiu cometer suicídio ao pular da ponte Golden Gate, localizada na Califórnia, nos Estados Unidos. Kevin Hines lutava contra depressão profunda e passou a ouvir vozes, que pediam para ele tirar a própria vida. O americano só não imaginava que um leão-marinho fosse salvá-lo.

No momento em que pulou da ponte, Hines afirma ter se arrependido. “Assim que percebi minhas pernas caindo, pensei: ‘Eu não quero morrer'”. Conforme relatou a diversos jornais locais, o impacto na água foi como cair em concreto.

Machucado, Hines notou que havia quicado em alguma coisa assim que aterrissou. Nos momentos seguintes, notou que estava sendo cutucado pela coisa que, mais tarde, descobriu se tratar de um leão-marinho.

0

O americano foi resgatado pela guarda-costeira com vida e precisou de atendimento médico. Atualmente, Hines lidera a Kevin & Margaret Hines Foundation, uma ONG de prevenção ao suicídio.

Hines viaja pelos Estados Unidos contando sua história de quase-morte em palestras. Com orgulho, enfatiza o fato de não ter morrido.

Últimas notícias