Cepa indiana da Covid-19 avança em Israel, inclusive entre vacinados

País, que tem 9,3 milhões de habitantes, está com a vacinação contra a Covid-19 mais avançada do mundo

atualizado 02/05/2021 20:28

Vacinação em IsraelIlia Yefimovich/picture alliance via Getty Images

O Ministério da Saúde de Israel identificou 41 novos casos da variante indiana de Covid-19, incluindo quatro infecções em pessoas vacinadas no país. Na semana passada, o governo israelense atestou que há “eficácia, porém reduzida” da vacina da Pfizer contra a mutação.

O sistema de saúde israelense calcula que 24 dos infectados com a variante estiveram recentemente no exterior, enquanto 17 contraíram a doença via transmissão comunitária. Na lista dos que testaram positivo, figuram 21 estrangeiros. As informações são do portal Haaretz.

Na semana passada, o governo do país restringiu a entrada de voos vindos da Índia em vista da preocupação com o avanço da variante e o aumento do número de casos. A nação também identificou oito novos casos da variante sul-africana, sete da variante de Nova York, dois da variante da Califórnia, um da variante de São Petersburgo e um caso de uma variante britânica adicional.

0
Preocupação internacional

A Índia está passando por uma grave segunda onda de Covid-19, com recordes diários de novos infectados, hospitais lotados e falta de leitos, remédios e oxigênio. O país registrou, na quinta-feira (29/4), 379.308 novos casos de coronavírus, um recorde mundial de diagnósticos positivos para a doença em apenas 24 horas. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde do país.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante do coronavírus B.1.617, detectada pela primeira vez em território indiano, já está presente em pelo menos 17 países.

Segundo a entidade, a cepa é uma das responsáveis pela segunda onda de casos de Covid-19 no país, que vive atualmente uma explosão da doença, com internações e mortes em crescimento explosivo.

Últimas notícias