“Escolheram bons candidatos”, diz Bolsonaro sobre eleição no Congresso

Chefe do Executivo foi parabenizado por apoiadores, diante do resultado das eleições para as presidências da Câmara e do Senado

atualizado 02/02/2021 12:20

Presidente Jair BolsonaroIgo Estrela/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou, nesta terça-feira (2/2), o resultado das eleições para as presidências da Câmara e do Senado. O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e o deputado Arthur Lira (PP-AL) foram escolhidos na segunda-feira (1º/2) pelos colegas, com ampla margem de votos.

Ambos os parlamentares que vão comandar as Casas pelos próximos dois anos eram apoiados publicamente pelo presidente.

O mandatário avaliou que os congressistas escolheram bons candidatos e negou interferência no pleito. Em troca do apoio ao governo, o Centrão foi contemplado com emendas para obras e negocia cargos na estrutura administrativa.

“Parlamentares, no meu entender, escolheram bons candidatos. Hoje, continua. Eu apenas fiquei na torcida”, disse Bolsonaro a apoiadores reunidos no Palácio da Alvorada.

Os simpatizantes do presidente o parabenizaram pelo resultado positivo nas eleições e disseram que agora ele poderá governar. Bolsonaro tem dito que, com presidentes alinhados no Congresso, as pautas do governo avançarão.

0

Está prevista para as próximas semanas uma minirreforma ministerial para acomodar melhor a base que foi conquistada, mas precisa ser mantida.

Entre os cargos de primeiro escalão que devem ser oferecidos a políticos, segundo negociações das últimas semanas, está o de titular do Ministério da Educação, que pode ser comandado pelo deputado federal João Roma (Republicanos-BA), também cotado para a pasta da Cidadania.

Impeachment

queda na popularidade do presidente, medida nas últimas pesquisas nacionais, traz a reboque o aumento do volume dos pedidos de impeachment e ameaças de instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar a omissão do Planalto no combate ao coronavírus.

Em busca do apoio robusto, Bolsonaro fez alianças com o grupo de parlamentares que criticava na campanha. Elegendo novos aliados para o comando das Casas Legislativas, o chefe do Executivo deixa mais distante, por ora, ameaças contra sua gestão.

O resultado na Câmara representou também uma derrota de Rodrigo Maia (DEM-RJ), adversário do presidente, que não conseguiu emplacar seu sucessor. A derrocada de Maia, que protagonizou momentos de embates com Bolsonaro ao longo dos últimos dois anos, foi celebrada por assessores presidenciais.

A fala de Bolsonaro com simpatizantes foi registrada em vídeo divulgado por um canal no YouTube alinhado ao presidente. A gravação possui cortes e edições.

Últimas notícias