Na varanda: novo wine bar de Brasília oferece vinho a partir de R$ 59

O restaurante é uma iniciativa do publicitário e estudioso de vinhos Rafael Oliveira e começou a funcionar com take out de kits de frios

atualizado 08/04/2021 15:39

Foto: Divulgação

Quando o publicitário Rafael Oliveira divulgou a primeira foto com a legenda “hoje na varanda”, ele jamais imaginou onde estaria agora. O empresário abriu, junto com a esposa e sócia Joana Oliveira, as portas de sua primeira casa de vinhos no dia 1º de março, o wine bar e loja Na Varanda. A novidade ocupa um endereço na 408 Sul e oferece muito mais do que um local onde beber e comprar vinhos: a proposta é deixar os clientes em estado de êxtase e desmistificar os tabus em torno da bebida.

“A ideia é que a pessoa escolha tomar um vinho como resolve tomar uma cerveja, um gin. Como se fosse uma bebida comum. Não precisa ter nenhuma etiqueta para tomar um vinho. Quero que as pessoas relaxem, curtam um momento, pensem nos sonhos”, explica Oliveira. 

O nome do wine bar foi criado a partir de postagens do empresário no perfil que ele administra no instagram, @curtindovinho. De acordo com Rafael, ele fazia fotos na varanda do apartamento em que mora mostrando as combinações entre pratos e a bebida de Baco. “Eu sempre postava ‘hoje na varanda, vinho com sushi’, ‘hoje na varanda, vinho com massinha’, sempre com essa citação da varanda na frente. Assim, as pessoas começaram a perguntar como faziam reservas, a querer visitar. E foi a partir disso que surgiu esse nome de afeto (Na Varanda). Os amigos deram a sugestão de batizar assim”, conta Rafael Oliveira. 

A proposta de popularizar o consumo de vinho busca tornar o hábito algo comum na vida dos mais diferentes tipos de pessoas. “Acredito que o Na Varanda só venha para agregar essa crescente do mundo do vinho. Mas a gente quer trazer esse público novo, que acha que o vinho é só para ocasiões especiais. Pensamos em um tíquete médio bem atrativo para que as pessoas possam fazer uma imersão no mundo dos vinhos, e consigam beber rótulos que custam a partir de R$ 59”, considera o proprietário. 

Homem segurando uma taça de vinho que está sobre uma mesa de madeira junto com uma garrafa de vinho e uma tábua de frios
Rafael Oliveira é o responsável pelo projeto
Comida em harmonia

Os preparos do Na Varanda ficam a cargo da chef Ana Paula Dourado. No espaço, ela revela seus talentos na forma de receitas que não pesam no paladar e provocam uma experiência única quando aliadas aos vinhos e drinques. Como o espaço abriu as portas em tempos de pandemia, eles apostaram no take out como estratégia principal. O cardápio conta com preparos como o Varal de frios (R$ 112, para duas pessoas; R$ 175, para quatro). 

No pedido estão inclusos presunto cru, mortadela com pistache, copa lombo espanhola, salame de Milano, queijos manchego, grana padano, gorgonzola, brie e parmesão. Para acompanhar, geleias de laranja e pimenta dedo de moça e de cebola roxa, azeite aromatizado com ervas, baguete e focaccia. Na hora de harmonizar, os clientes podem apostar no tinto 3 Bocas (R$ 99) da vinícola Campos de Cima, por exemplo. O blend de malbec, tempranillo e cabernet sauvignon oferece uma textura bem equilibrada com notas de pimentas. 

O Varal conta com uma apresentação única que combina com a proposta do restaurante e oferece uma tábua de frios sobreposta por um varal de produtos de charcutaria. Enquanto os números da pandemia do novo coronavírus não abaixam, a montagem fica por conta da criatividade de cada cliente quando receber o pedido.

0
Entre vinhos e petiscos

O menu conta ainda com opções que são sucesso desde a abertura da casa, como, por exemplo, o steak tartare (R$ 59, para duas pessoas). A receita é feita com carne picada e servida com focaccias especiais da casa. Outro preparo que conquistou clientes foram os Bolinhos de bacalhau do Porto (R$ 39, seis unidades), feitos com batata, cebola, salsa e alho. De acordo com Rafael Oliveira, o sucesso foi tanto que eles venderam 65 porções em três dias. “Foi um especial que criamos para a Semana Santa e acabou ficando no nosso cardápio.”

A casa tem ainda apostas como o vitelo tonnato (R$ 48). O preparo consiste em um rosbife coberto com creme de atum e acompanhado de alcaparras fritas, picles de cebola roxa e chips da casa. As Bolinhas de frango (R$ 28, seis unidades) também aparecem com uma boa escolha. Elas são releituras da coxinha tradicional e são feitas com frango desfiado e catupiry e empanadas em farinha panko temperada. 

0
Um brinde ao vinho

A carta de drinques do Na Varanda é assinada pelo mixologista Victor Bianchi. Para a casa, ele traz uma proposta que combina vinhos e espumantes a receitas de coquetéis clássicos. Mas também oferece criações autorais inspiradas no wine bar, como o Na Varanda (R$ 31). A bebida é feita com a vodca Ketel One botanical de grapefruit com rosas, purê artesanal de frutas vermelhas, purê de coco, sumo de limão siciliano, tônica e espuma floral. Para finalizar: praliné de castanhas, flores e ervas aromáticas.

O mixologista Victor Bianchi assina a carta da casa e explica que “o coquetel Na Varanda tem a sua apresentação em um vaso de barro decorado como se fosse realmente um vaso de flores, para brincar com o jardim da Varanda”. Ele revela que a lista de criações autorais e releituras utiliza muito vinho, inclusive branco, rosé e dois tipos de Jerez.

Jarro de planta com líquido, praliné de castanhas e flores comestíveis
O drinque Na Varanda é uma criação de Victor Bianchi

No menu, está uma das bebidas mais clássicas feitas com vinho, o Clericot (R$ 27). A receita de Bianchi utiliza da tradição do preparo para entregar um drinque saboroso e bem preparado aos clientes. “Quero realmente destacar e dar valor ao vinho, porque ele passa por uma infusão de 48 horas com várias frutas. O vinho e a infusão são os astros do coquetel e recebem apenas uma leve adição de club soda e limão siciliano para deixar ainda mais refrescante”, enfatiza o mixologista. 

Outra aposta da casa é o Spritz Rosato (R$ 32). O drinque proporciona o frescor do tradicional Aperol Spritz, porém com uma combinação mais leve, floral e refrescante. A mistura leva Amaro italiano, Ramazzotti Rosato, Lillet — um vinho aperitivo francês — e é finalizada com um pouco de club soda para trazer bolhas ao coquetel. 

Para compras e eventos

Durante o dia, o térreo do imóvel na 408 Sul funcionará como uma loja de vinhos e souvenirs. A proposta do Na Varanda Wine Bar & Store é oferecer os cerca de 150 rótulos disponíveis, mas também trabalhar com acessórios ligados a eles, como bolsas especiais para vinhos. O Na Varanda também vai contar, em um futuro próximo, com um espaço para realização de eventos fechados e cursos, que poderão ser realizados às segundas e terças, quando o wine bar estará fechado. Além disso, o local é pet friendly e os bichinhos serão muito bem-vindos. 

Na Varanda Wine Bar & Store
408 Sul, Bloco B, Loja 23. Telefones:  (61) 3522-8881 e (61) 99263-2180. Segunda e terça, das 10h às 19h; de quarta a sábado, das 10h às 1h. 

Últimas notícias