Em série de tuítes, a CIA tentou explicar o vibranium de Pantera Negra

Embora o material retratado no filme não exista no mundo real, o órgão do governo americano tentou encontrar um paralelo na natureza

atualizado 27/02/2019 15:16

Divulgação

A Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA, na sigla em inglês) fez uma série de tuítes na noite do Oscar para tentar explicar o vibranium, metal fictício que aparece no filme Pantera Negra. Tudo começou com uma enquete na rede social, questionando a veracidade do elemento. Mais da metade respondeu que o metal não existe, mas 20% escolheu a opção de que é baseado em materiais reais.

Em seguida, a agência elucidou o mistério: o metal do filme, que protege o herói de danos cinéticos e gera um sistema de amortecimento que faz com que saltos não tenham som algum, não existe no mundo real. “O metal mágico de Wakanda pode não existir, mas há materiais da vida real que possuem algumas qualidades semelhantes as do isótopo fictício”, escreveram na postagem seguinte.

A CIA ainda indicou um link de seu próprio site – em inglês – onde especialistas da agência dão mais detalhes técnicos sobre o assunto.

Mais lidas
Últimas notícias