Marcha das Margaridas muda trânsito no Eixo Monumental nesta quarta

Concentração será no Pavilhão do Parque da Cidade. Grupo segue pelo parque até o Eixo Monumental

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 13/08/2019 23:39

Nesta quarta-feira (14/08/2019), o trânsito no Eixo Monumental será modificado por causa da Marcha das Margaridas. Para garantir a segurança de quem vai protestar e dar melhor fluidez ao tráfego de veículos, foi montado um esquema especial pelo Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

A concentração será no Pavilhão do Parque da Cidade – local destinado para o acampamento das participantes – e está marcada para 8h. O grupo seguirá por dentro do parque até o Eixo Monumental, onde ocuparão até quatro faixas próximas ao canteiro central.

Antes de ocuparem as pistas, em que seguirão até a Alameda das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, elas atravessarão o Eixo Monumental. A travessia ocorrerá na altura do Centro de Convenções. Neste momento, todas as seis faixas da via N1 estarão bloqueadas, e o trânsito será desviado para o Setor de Indústrias Gráficas (SIG).

O subcomandante do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), da PMDF, tenente-coronel Edvã Sousa, orienta os motoristas a evitarem a área no início da manhã. “Os motoristas que puderem, deem preferência a rotas alternativas, principalmente no início da manhã. Uma opção para aqueles que acessam a área central pela Estrutural é utilizarem a pista em frente ao Noroeste e depois seguirem pelo Eixo Rodoviário ou W3 Norte. Uma outra alternativa é utilizar a EPTG [Estrada Parque Taguatinga].”

Entre 12h e 13h, o grupo começará o deslocamento para o estacionamento do Teatro Nacional, para o embarque nos ônibus que estarão no local. O bloqueio parcial – de até quatro faixas da via N1 próximas ao canteiro central – ocorrerá da Alameda das Bandeiras até o Teatro Nacional. No momento da travessia dos manifestantes para o estacionamento do teatro, todas as vias serão interditadas e o trânsito, transferido para a L2 Norte. A via será liberada em seguida.

O planejamento foi pensado com o objetivo de diminuir os impactos no trânsito para a população. “A preocupação da PMDF é fazer com que a população tenha o menor impacto no trânsito possível”, explicou Edvã.

A manifestação será monitorada em tempo real pelas câmeras que ficam na área central. As imagens são enviadas para o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF). (Com informações da SSP)

Últimas notícias