Queiroga após DF confirmar casos da Ômicron: “Não sabemos o impacto”

Nesta quinta-feira (2/12), o govenador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), confirmou dois casos da nova variante em moradores da capital do país

atualizado 02/12/2021 16:15

Ministro da saúde, Marcelo Queiroga na saída do prédio da secretária de saúdeGustavo Moreno/Especial Metrópoles

Após a confirmação de dois casos da variante Ômicron no Distrito Federal, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o país precisa se preocupar, mas não se desesperar. Em coletiva de imprensa realizada na Sala de Situação da Secretaria de Vigilância em Saúde do DF, na tarde desta quinta-feira (2/12), ele pregou cautela.

“Não podemos sair de uma situação libertária, de festas de réveillon e Carnaval para uma situação de fechamento total da nossa economia, porque as consequências nós já sabemos. Até porque não há motivo para isso. Até agora, o que há, é a notificação da variante. Ela tem muitas mutações, mas o real impacto sobre a saúde de cada um nós ainda não sabemos. Todos aqui torcemos para que os casos da variante Ômicron sejam mais leves”, disse.

A linha de raciocínio é a mesma adotada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Mais cedo, à coluna Grande Angular, ele disse que a população não precisa ficar assustada. O emedebista ressaltou que os homens infectados com a nova variante da Covid-19 não têm sintomas graves.

Ibaneis confirma dois casos da variante Ômicron no DF

“Os dois estão bem: um com sintomas leves e outro assintomático. Não existe motivo para pânico. O que se recomenda é seguir na vacinação”, afirmou Ibaneis.

Ambos os infectados vieram da África do Sul em um voo que desembarcou em Guarulhos, São Paulo, em 27 de novembro. Posteriormente, vieram para Brasília.

Saiba mais sobre as variantes da Covid-19:

0

 

Os dois homens têm entre 40 e 49 anos. Ambos estão em isolamento domiciliar desde que chegaram em Brasília.

Infectados com a Ômicron no DF: sintoma leve e assintomático

Segundo o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do DF (Cievs-DF), os dois homens tomaram três doses de vacina contra o coronavírus.

O Cives-DF disse que obteve, por meio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do CIEVS Nacional, a relação de passageiros do voo internacional e somente esses dois passageiros tiveram destino final para Brasília. “Os passageiros contactantes próximos do casos que estavam no voo de Guarulhos para Brasília, também estão sendo monitorados”, afirmou.

Dois infectados com a Ômicron no DF tomaram vacina contra Covid-19

Mais lidas
Últimas notícias